'Além de pênalti de Réver em Bruno Henrique não ter existido, conduta de Vuaden foi correta', diz ex-árbitro

A arbitragem rendeu polêmica na vitória por 4 a 2 do Santos sobre o Flamengo, que foi insuficiente para tirar a vaga do Rubro-Negro às semifinais da Copa do Brasil. A opção de Leandro Vuaden (RS) por voltar atrás após assinalar um pênalti a favor dos santistas rendeu críticas do técnico Levir Culpi e de jogadores santistas.

Comentarista da ESPN, Sálvio Spinola apontou que a dividida do zagueiro flamenguista Réver com o atacante santista Bruno Henrique não trouxe irregularidade:

- Inicialmente, tem de analisar tecnicamente o lance: não foi pênalti. O Réver toca na bola, que muda de direção - afirmou, ao LANCE!.

O ex-árbitro apontou que a conduta de Vuaden está prevista na regra:

- Toda a equipe de arbitragem pode interferir em decisões técnicas, inclusive o quarto árbitro. No caso, o quarto árbitro, Flávio de Souza, viu por seu ângulo que o Réver tinha tocado na bola. Como o Vuaden assinalou o pênalti sem muita convicção, quis tirar a dúvida e solicitou ao quarto árbitro. Depois de consultar o quarto árbitro, Vuaden indicou escanteio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos