Porto não deve aumentar proposta e Flu dificultará saída de Wendel

  • Silvia Izquierdo/AP

Mesmo com a vontade de Wendel de se transferir para o futebol europeu, o negócio com o Porto (POR) pode esfriar. O LANCE! apurou que o clube português vive neste momento problemas financeiros, por não ter cumprido nesta temporada o fair play financeiro exigido pela Uefa, e não poderá alcançar os 15 milhões de euros (cerca de R$ 55 milhões) mínimos exigidos pelo Fluminense para vender sua principal revelação. Para ficar com Wendel, o Tricolor terá que abaixar a pedida, algo visto neste momento como improvável.

Para fazer esta alta investida, o clube acredita que é preciso negociar algum de seus atletas, em especial da mesma faixa de campo que Wendel, para reverter uma parte dos valores no jovem brasileiro. Recentemente, o Porto vendeu duas revelações de sua equipe, Rubén Neves, para Wolverhampton (ING) e André Silva para o Milan (ITA).

"Neste momento o que podemos dizer é que para chegar alguém ao Porto é preciso vender. Estamos com orçamento apertado. Sabemos que é um grande jogador, mas neste momento não podemos aumentar valores", afirmou um diretor do Porto, em contato com a reportagem do LANCE!, por telefone.

Anteriormente, os portugueses fizeram uma proposta de R$ 26 milhões pelo jogador, prontamente negada pelo presidente Pedro Abad. A diretoria considera que pode lucrar quase o dobro com o jogador e sabe que Wendel está no radar do time português, devido a forma como o Porto costuma contratar seus jogadores.

O Porto costuma investir em jovens talentos que tenham grande potencial de venda e lucro no futuro. Desta maneira, Wendel foi analisado como uma dessas opções. A equipe costuma dar de seis meses a um ano para esses atletas de adaptação à Europa para utilizá-lo em seu plantel principal, como foi o caso de jogadores brasileiros como os laterais Danilo, hoje no Manchester City (POR) e Alex Sandro, na Juventus (ITA). O volante do tricolor passaria pelo mesmo processo.

Recentemente, o Porto acabou lucrando com o volante Casemiro, um dos principais destaques do Real Madrid (ESP). Na ocasião, ele foi emprestado aos portugueses com os direitos fixados em cerca de R$ 28 milhões (7,5 milhões de euros). Com a grande temporada feita, o clube acionou a prioridade de compra, mas viu os espanhóis também acionarem uma cláusula que dava prioridade ao pagar o dobro. Assim, Casemiro retornou para Madri por cerca de R$ 55 milhões (15 milhões de euros).

Para contratar Wendel, o Porto pensa em uma improvável venda do volante português Danilo, um dos destaques do time. Contudo, o também jovem jogador tem uma cláusula de rescisão que ultrapassa os 30 milhões de euros (R$ 110 milhões), algo que não deve ocorrer nesta janela de transferências.

Conhecido no Velho Continente, o empresário Giuliano Bertolucci recebeu dos agentes de Wendel a procuração para negociá-lo com o futebol europeu. O nome do volante já foi ventilado em clubes da Espanha, Itália e Alemanha, além das propostas oficiais feitas pelo próprio Porto e pelo rival Sporting de Lisboa, anteriormente.

Em compasso de espera, a diretoria do Fluminense aguarda uma proposta por Richarlison também, que irá desafogar as finanças do clube. Tanto Wendel, quanto o atacante, são os nomes da vez para o lucro que a diretoria busca para acertar todas as contas. O Ajax, da Holanda, assinalou que pode contratar o atacante, mas a proposta oficial ainda não encaminhada, apesar dos contantes contatos entre as diretorias.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos