Abel revela dúvida para montar zaga do Flu: 'R. Chaves voltou muito bem'

Em sete meses de trabalho, foram raras as situações que Abel Braga teve a chamada "dor de cabeça boa", com várias opções para montar a equipe do Fluminense. Se ainda não é este o caso, o técnico tricolor vai ganhando, aos poucos, alternativas para escalar o time com a recuperação física de alguns nomes. É o caso de Renato Chaves, que voltou a atuar na última quarta-feira após recuperar-se de cirurgia no tornozelo direito, realizada no fim de março.

Para o jogo contra a Ponte Preta, no domingo, a dúvida é entre o próprio Renato Chaves e Frazan, que fez suas primeiras seis partidas profissionais neste ano. Chaves começou o ano como titular e, apesar da moral com o comandante, o defensor jamais foi unanimidade entre os torcedores, especialmente após a falha na final do Carioca, contra o Flamengo.

- Eu não defini a zaga ainda, porque foi simplesmente muito boa a participação do Renato Chaves. Quando ele estava engrenando ele começou a sentir, ainda jogou algumas, mas sentiu e teve que parar - avaliou Abel, antes de emendar:

- Depois foram várias mudanças. Jogamos três, quatro jogos sem repetir a mesma zaga. O Renato (Chaves) voltou muito bem e deu uma consistência boa, ajudando na saída de bola também - comentou o treinador nesta sexta.

Na ausência de Chaves, o jovem Nogueira ganhou a condição de titular, mas, após atuações inseguras, deu lugar a Reginaldo. O problema foi que os dois se lesionaram na mesma partida, contra o Coritiba no dia 16 de julho, e Abel viu-se obrigado a lançar o inexperiente Wesley Frazan entre os titulares do Flu.

Como de costume, apenas a parte final do treino desta sexta-feira foi aberto à imprensa. Quando os jornalistas foram liberados, quem atuou em Quito, pela Sul-Americana, já havia deixado o campo e trabalhava na academia. Gustavo Scarpa, poupado, e Wellington Silva, de volta após transferência frustrada para o Bordeaux, da França, treinaram normalmente e estão à disposição de Abel.

Neste sábado, às 11h, o elenco tricolor volta a trabalhar no CT Pedro Antonio. Logo depois, Abel Braga & Cia. embarcam para Campinas, local do confronto com a Ponte Preta, domingo, às 16h. O duelo será no Estádio Moisés Lucarelli.

A tendência é que o técnico Abel Braga mande a campo a seguinte equipe: Júlio César, Lucas, Henrique, Frazan (Renato Chaves) e Marlon; Marlon Freitas, Orejuela, Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison e Henrique Dourado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos