Marlon Freitas destaca emoção do primeiro gol e diz: 'Estou na história'

A primeira vitória do Fluminense na altitude de Quito saiu dos pés de Marlon Freitas, que marcou o segundo gol tricolor na vitória por 2 a 1 sobre a Universidad Católica-EQU, na Copa Sul-Americana. O volante de 22 anos relatou o que sentiu ao marcar pela primeira vez pelo clube que o revelou.

Segundo Marlon, o gol não foi apenas a realização do seu sonho, mas também de seu pai.

- Como eu subi da base, sempre sonhei com esse momento. Fiquei emocionado na hora. Depois, olhei o celular. Tinha uma mensagem do meu pai, que teve o sonho de ser jogador de futebol. E ele disse que eu realizei o sonho da vida dele. Ele teve uma proposta de ser jogador, mas a minha vó não deixou. Dada as dificuldades da época. Meu pai foi o maior incentivador - comentou o camisa 23 do Fluminense.

Integrado ao elenco profissional após passar uma temporada no STK Fluminense Samorin, Marlon Freitas vem ganhando seguidas chances como titular. Para o volante, o feito já o coloca na história tricolor.

- Estou na história. Sou o primeiro jogador que veio do Samorin a marcar gol no time profissional. Não esperava que fosse tão rápido - finalizou o volante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos