Oliveira conta com tropeço de rival e promete briga do Santos pelo título

  • Marcello Zambrana/AGIF

Dez pontos atrás do Corinthians, o Santos, terceiro colocado, briga para subir na tabela do Campeonato Brasileiro e alcançar o rival. E o Peixe conta com o reforço importante de Ricardo Oliveira para atingir o objetivo. O atacante não esconde a espera pelo tropeço do Timão para facilitar. Mesmo assim, o capitão garante o Alvinegro na briga pelo título.

"Não está decretada a nossa classificação na Libertadores. Fizemos um resultado importante, mas respeitamos o adversário no jogo da volta, que será complicado. Precisamos dar o nosso melhor. No Brasileiro. são dez pontos. O equivalente a três jogos, quatro vitórias contando com tropeços. Nem terminou o primeiro turno. Brasileiro é muito disputado, complicado. Respeitamos os adversários. Futebol é dinâmico, as coisas podem mudar. Talvez não sejam tão favoráveis a eles. Nós temos uma única convicção: vamos lutar até o final. Temos capacidade no elenco. E depois vemos o que está reservado para a gente. Vamos brigar pelo título, com certeza", explicou.

Depois de se afastar por um mês e meio por conta de pneumonia e uma contusão no tornozelo esquerdo, o camisa 9 se recuperou e voltou a atuar na quarta-feira, contra o Flamengo, na vitória alvinegra por 4 a 2, na Vila Belmiro, pelas quartas de final, na Copa do Brasil.

Oliveira não julgou mal seu retorno ao clube e se satisfez com seu rendimento na partida contra o time carioca.

"É sempre bom se sentir atleta de novo. Estamos acostumados à rotina há ano. Passei por dois meses parado, e não dá para fazer avaliação negativa. Joguei até mais do que esperado em termos de minutos, corri bastante, dei chute no gol. Participei do terceiro gol... Foi legal. O que me deixa feliz é a sensação física no jogo, dentro de uma dificuldade gigantesca de fazer gols", concluiu

Recentemente, outros dois deixaram o departamento médico. Renato e Zeca voltaram a treinar no gramado, mas ainda não estão prontos para jogar. O primeiro foi diagnosticado com um estiramento na coxa direita, enquanto o segundo está em transição no campo e se recupera de uma lesão na panturrilha.

Já o zagueiro Gustavo Henrique está recuperado e já está à disposição do técnico Levir Culpi. O defensor rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo em setembro de 2016.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos