Sem três volantes, Santos precisa de duas semanas para recuperar reforço

Com pouco tempo para treinar, o técnico Levir Culpi prefere dar folga aos titulares do Santos para evitar o desgaste físico e, ainda assim, sofre com desfalques. Depois da venda de Thiago Maia para o Lille (FRA), o treinador viu Renato se machucar e o mesmo acontecer com Vecchio, seu substituto imediato. O agravante se dá também com o reforço para o meio de campo, Matheus Jesus.

Sem atuar desde 21 de março, quando se despediu da Ponte Preta, o garoto precisará de até duas semanas de treinos para estar à disposição do técnico do Peixe.

Em sua apresentação, Matheus Jesus disse que já estava pronto para atuar, passou poucos dias na academia e já está junto dos demais atletas em campo. Levir, no entanto, quer que o meio-campista se adapte ao ritmo de jogo do Alvinegro.

Apesar de não ter atuado no Estoril, de Portugal, Matheus Jesus treinou com a equipe portuguesa enquanto negociava com o São Paulo e antes de retornar ao Brasil.

A comissão técnica enxerga em Matheus Jesus semelhanças com o estilo de Thiago Maia, pelo fato de ser canhoto e ter características de segundo volante, que sai para o jogo além de marcar. Apesar de ter como melhor qualidade o desarme, o camisa 29 vinha atuando mais avançado em relação a Renato antes de ser transferido.

Depois de perder as três primeiras opções para o meio de campo, Levir Culpi deve apostar em Alison na vaga de Vecchio diante do Grêmio, no domingo, às 19h, na Arena, em Porto Alegre. Yuri deve ser mantido como substituto de Thiago Maia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos