Agente de Pablo diz que Corinthians não deu garantias e suspende negócio

O acordo entre Pablo, Corinthians e Bordeaux para compra dos direitos econômicos do zagueiro por parte do clube brasileiro travou nos últimos dias, a ponto de o empresário do jogador de 26 anos considerar a negociação suspensa. Fernando César, advogado e representante de Pablo nas conversas, se manifestou sobre o caso via redes sociais no início da noite desta terça-feira.

"(...) Apesar de já termos acertado prazo contratual, salários, luvas e comissões, o Corinthians não conseguiu os recursos ou dar garantias de pagamento para viabilizar a finalização do contrato conforme combinado. Diante disso, a compra do Pablo pelo Bordeaux está suspensa, devendo o atleta cumprir seu contrato de empréstimo até 31 de dezembro", escreveu o agente.

Segundo apurou o LANCE!, o Corinthians decidiu adicionar cláusulas no novo contrato de Pablo que não estavam previamente combinadas: o pagamento de luvas pela assinatura do contrato seria diluída ao longo de quatro anos de vínculo, condição não aceita desde o início das negociações pelo estafe do jogador. Procurados, dirigentes do Timão não atenderam as ligações.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos