Luan vê Verdão em alta exalta Borja: 'Fase de adaptação está passando'

Assim que a vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo foi confirmada, os jogadores do Palmeiras e o técnico Cuca se reuniram em uma roda no gramado do Engenhão e se abraçaram. Quem tomou a iniciativa não foi o capitão Dudu ou o experiente Zé Roberto, mas Miguel Borja, que foi flagrado pelas câmeras de TV dizendo "estamos juntos". A atitude do colombiano, que ainda não deslanchou no Verdão, animou o zagueiro Luan.

- Aquilo ali não foi para mostrar para vocês ou para o torcedor que estamos fechados, até porque isso não se mostra fazendo aquilo, e sim nos jogos. Foi uma coisa espontânea, até porque o jogo estava pegado e conseguimos fazer o gol no fim. O Borja é querido por todos, está se sentindo cada vez mais em casa, e a gente ficou feliz de ver aquelas palavras saindo da boca dele - disse o camisa 13.

- Para mim o Borja está super à vontade, é um dos mais brincalhões do grupo. Eu acho que o futebol dele tem crescido, tem entrado bem. Acho que essa fase de adaptação está passando e ele vai nos dar muitas alegrias. Ele já provou que tem qualidade - emendou.

Ao contrário de Borja, que chegou sob grande expectativa e ainda não conseguiu se firmar como titular, Luan adaptou-se rapidamente ao Palmeiras. Desde que estreou, entrando no decorrer da vitória por 4 a 2 sobre o Bahia, o zagueiro foi utilizado em dez das 12 partidas em que poderia, por Brasileiro ou Libertadores - não estava inscrito na Copa do Brasil. Em oito delas, foi titular. Ele briga com Edu Dracena por uma vaga entre os titulares na partida contra o Barcelona de Guayaquil (ECU), quarta que vem, pelas oitavas da Libertadores, mas prefere não falar sobre isso ainda.

- Não posso falar que o jogo de quarta não é importante porque daqui a pouco os torcedores vão estar me xingando nas redes sociais. Óbvio que o jogo de quarta é importante, óbvio que é tudo que a gente quer. Mas temos um Brasileiro também com muita coisa para acontecer. Se a gente vencer domingo, terminamos o primeiro turno com 35 pontos, e ano passado o Palmeiras terminou com 36. Se você ver, não tem tanta crise assim. O jogo contra o Atlético-PR é super importante, o Barcelona também, mas eu prefiro falar agora do Atlético-PR. Depois do domingo a gente fala do Barcelona - disse Luan.

Faltando uma rodada para acabar o primeiro turno, o Palmeiras ocupa a quarta posição e tem 12 pontos a menos que o líder Corinthians. O que anima o elenco e a torcida é o desempenho nas rodadas mais recentes: fez 13 dos últimos 15 pontos. Na Libertadores, a equipe perdeu por 1 a 0 em Guayaquil e terá que reagir no Allianz Parque para ir às quartas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos