Lucas Lima revela papo com ídolo do Fenerbahçe e se encanta com torcida

Ativo nas redes sociais, Lucas Lima já percebeu que o interesse do Fenerbahçe, da Turquia, é grande em seu futebol. No Twitter e no Instagram, diversos turcos pedem sua ida ao clube europeu. Como se não bastasse a "invasão", o camisa 10 do Santos teve uma conversa com Alex, ex-meia do clube turco e ídolo no país.

Por meio de Victor Ferraz, que jogou com Alex no Coritiba, Lucas Lima ouviu boas coisas sobre o Fener, mas afirma não ter recebido uma proposta oficial.

- O Alex veio me perguntar se eu ia, por meio do Victor. Eles invadiram mesmo (as redes sociais). Fiquei feliz, ganhei seguidores. Mas brincadeiras à parte, o Alex disse que eles são apaixonados. Percebi isso. Falei a ele que não tinha proposta, fiquei assustado até. E ele disse que a torcida é assim e disse que se eu precisar conversar, lá ele é rei. Fiquei feliz com a mensagem dele. Ele pôde passar um pouco do que é. Para mim não chegou nada mesmo. No ano passado tinha chegado o interesse por empresários. Se chegou, foi pelo Edson (khodor, empresário), não passou a mim, não sei se passou ao Santos - revelou Lucas.

Com uma proposta de renovação de contrato do Santos em mãos, o camisa 10 disse ainda não ter decidido seu futuro e que não tem pressa para bater o martelo.

- Ainda não decidi. Não tenho pensado muito nisso. Deixo as coisas fluírem. Tem dado certo. Tenho livre arbítrio para falar com o presidente. Ele não me pressiona em nenhum momento e sempre conversamos. Estou feliz aqui e espero ser mais feliz com títulos - concluiu.

A oferta santista envolve R$ 41 milhões em um contrato de quatro anos, até 2021. O valor dos vencimentos seria gradativo, aumentando ano a ano. Desta forma, em seu último ano, o maestro teria vencimentos em torno de R$ 800 mil, mais do que o dobro pago atualmente pelo Alvinegro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos