Jean, sobre futuro de Nenê: 'Fica aquele apelo. Tomara que fique'

Nenê segue com futuro indefinido no Vasco. Após ter pedido para sair antes do jogo com o São Paulo por conta de uma iminente proposta, a mesma não chegou a São Januário e a torcida vascaína pede a sua reintegração ao elenco - na derrota para o Cruzeiro, na última quinta, torcedores gritaram o nome do meia em Volta Redonda. Ele segue treinando em separado e neste fim de semana não tem programação de atividades previstas. Para o volante Jean, fica o apelo por sua permanência.

- Querendo ou não, sabemos da importância do Nenê para o elenco do Vasco. A qualidade técnica e profissionalismo dele é indiscutível. A maneira como ele se entrega no dia a dia, treina, até mesmo quando ele saiu do time titular e foi reserva, todos questionavam e ele estava tranquilo, na dele. Agora, foi outra situação. Jogador não gosta de expor o que ele está passando - afirmou Jean em entrevista exclusiva ao LANCE! na última sexta-feira antes de completar:

- Ele resolve com a comissão técnica e diretoria. Para nós fica a questão do cara que Nenê é. Sou até suspeito para falar, sou muito amigo dele, concentrava com ele, andávamos juntos, jogávamos tênis juntos, fazíamos tudo juntos, é um cara sensacional. Fica aquele apelo, tomara que fique. Se não, sabemos que ele tem idade suficiente para ele saber o que é melhor para ele. É um cara formidável.

Empresário de Nenê, Gilvan Costa trabalha nos bastidores pelo retorno de Nenê ao time do Vasco. A diretoria, entretanto, não tende a aceitá-lo de volta. Ele tem mais de um ano de contrato ainda válido com o Cruz-Maltino e recebe cerca de R$ 350 mil. Enquanto o futuro do meia não é sacramentado, o Vasco, sem Nenê, volta a campo neste domingo, diante da Ponte Preta, fora de casa, em mais uma partida do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos