Sem folga no Santos, Zeca se coloca à disposição para jogar 90 minutos

Os titulares do Santos ganharam folga para descanso nesta sexta-feira, com exceção de Vanderlei, Ricardo Oliveira e... Zeca. O lateral-esquerdo, que voltou de lesão na última quarta-feira, contra o Flamengo, atuou por 45 minutos e ainda não conquistou de fato o posto de titular, o que só deve ser confirmado no domingo, contra o Avaí, na Ressacada, pela 19ª rodada do Brasileirão, mas vontade não falta para o lateral-esquerdo jogar por 90 minutos.

- Apto, estou. Estou à disposição do professor esperando o que ele vai montar. Se eu for escalado, vou estar preparado. Meu pensamento era treinar bem e consegui fazer isso. Antes do recreativo contra o Flamengo, o professor Levir me chamou e me disse que me levaria para o jogo. Liguei para um amigo para trazer as coisas para eu concentrar, porque não sabia (risos). É ruim ficar fora. Você não pode ajudar. Fico feliz por essa volta. É um jogo que eu gosto, de reviravolta, de virada. Nosso grupo vai ser assim, luta até o fim - disse, em entrevista nesta sexta-feira.

Sobre a concorrência com Jean Mota, quem o substituiu nos últimos dois meses, Zeca não demonstra preocupação e deixa o problema, ou melhor, a solução, para Levir Culpi.

- O Jean Mota é um grande jogador. Já jogou na lateral esquerda e no meio. Está indo bem. É uma dor de cabeça boa para o Levir. Nessa parte do grupo estar ganhando, tem que entrar a mil por hora. Tem que dar o gás, estar no ritmo do grupo. E tem que trabalhar bastante para estar na qualidade do grupo. Por isso faço bastante coletivo - pontuou.

Além de Zeca, o técnico Levir Culpi contou recentemente com os retornos de Gustavo Henrique, Renato, Ricardo Oliveira e Kayke. Para domingo, o treinador espera poder contar com Victor Ferraz, que sofreu uma concussão cerebral contra o Victor Ferraz.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos