Com camisa de João Pedro, Abel oferece vitória: 'Ele está aqui comigo'

Antes do jogo, a torcida do Fluminense emocionou Abel Braga. Depois da vitória sobre o Atlético-GO, foi a vez do técnico emocionar a todos presentes. Com o rosto de João Pedro, seu filho mais novo, estampado em sua camisa, Abel voltou a falar sobre o difícil momento que vive e mais uma vez agradeceu aos recados de solidariedade que vem recebendo na última semana.

- Meu filho está aqui comigo. Com os mesmos olhos azuis, irreverente como era... Não sei explicar o que está se passando. Até agora não entendo o motivo. Fico me perguntando: será que ele teve de nos deixar para que um dos Bragas transcendesse o futebol? É a única razão que vejo. A família é tão digna, correta, verdadeira, que precisa passar um pouco dos limites do futebol.

O Fluminense venceu por 3 a 1 o lanterna Atlético-GO neste sábado. Após o jogo, no vestiário, o comandante Abel Braga agradeceu de forma especial o time. Na coletiva, ofereceu a vitória a João Pedro.

- Falei pros meus jogadores, agradeci de coração. Tudo que aconteceu hoje, teve uma colaboração enorme deles para eu oferecer a vitória para o meu filho. Não sei da onde estou tirando força, mas ele me fez um ultrapassar o futebol. É complicado dizer o que sinto, o que vivo. É uma sequência de 20, 30 amigos na minha casa. A frase (estampada atrás da camisa) é a última mensagem que ele mandou pros amigos. "Presente em pensamento". Ele sabia que estava indo. Não tinha motivo para escrever tal coisa. A gente fica na dor, na saudade, mas a gente está sempre aprendendo. Temos que acreditar em nos mesmos. A vida é feita de tombos, e ele está me dando forças para levantar - afirmou Abelão.

Confira outras respostas do técnico Abel Braga neste sábado, no Maracanã:

RECEPÇÃO DA TORCIDA NO MARACANÃ

Nunca fui ovacionado dessa maneira. Essa homenagem significa tanto que está vindo em vida. É uma coisa que vou procurar entender. Agradeço imensamente a solidariedade de todos. Ontem, a missa de sétimo dia foi espetacular. Para não ser injusto, quero citar dois nomes em particular. Somos colegas e a presença deles me fez com que aumente o número de amigos. Agradeço a todos presentes, mas esses dois quero ressaltar: Zé Ricardo e Jair Ventura.

PRESENÇA DE ZÉ RICARDO E JAIR VENTURA

Aquilo mostra que podemos ser diferentes no futebol. Podemos conviver. Quero vencer deles, mas isso é no campo. Tudo isso que aconteceu comigo, o João está dando uma lição para todo mundo. Estou vendo isso em vida. O que passei em Recife, o que escutei de solidariedade, de agradecimento, isso diz alguma coisa. Isso toca no ponto mais profundo. É só acreditar na conduta, dignidade. Fica meu agradecimento a esse clube também, que sempre foi especial, à torcida, atletas, funcionários, pois todos trabalharam para essa vitória acontecer. Era fundamental para nosso lado esportivo e demos uma demonstração para todo mundo que no futebol também é possível (ter paz).

MINUTO DE SILÊNCIO

Tudo foi diferente. Na minha casa e do Fluminense, jamais vou esquecer da torcida do Sport, também marcou. Eu digo, João está me fazendo passar essas coisas, até o minuto de silêncio foi diferente. Naquela emoção, eu conversava com ele. A torcida deu um show tão fantástico de carinho, comigo com meu filho, amigos, família. Eu recebi uma carta de uma pessoa muito conceituada, não vou dizer o nome. Li coisas muito bonitas, positivas, que me fizeram pensar muito naquilo que tentava me passar. Ele me despertou algo que no fundo eu já sabia que era uma característica dos Bragas. Hoje sou o patriarca da família. Ele disse: "Abel, nunca te conheci pela metade. Só inteiro." Essa é a relação que tenho com esse torcedor. Eles foram inteiros comigo hoje.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos