Ex-auxiliar inglês de Ceni vê astros do São Paulo sem energia e lentos

O inglês Michael Beale, trazido por Rogério Ceni para ser auxiliar no São Paulo e que pediu demissão antes mesmo da saída do técnico, usou seu Twitter para fazer críticas ao time após a derrota por 2 a 1 para o Bahia, que fez a equipe terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro na zona de rebaixamento.

Beale se direcionou especificamente a Pratto, Cueva, Hernanes, Jucilei e Petros. Pouco depois do término da partida na Fonte Nova, o inglês apontou que falta energia e velocidade aos principais jogadores da equipe de Dorival Júnior.

Na sequência, Michael Beale demonstrou confiança em Dorival Júnior, substituto de Rogério Ceni. Mas ressaltou que o técnico pode cometer erros e fez reprovações à diretoria, indicando que reforços podem estar "confundindo" a equipe.

Michael Beale foi a primeira mudança em uma reformulação na comissão técnica. Pediu para deixar o clube em 30 de junho e, três dias depois, Ceni foi demitido. Nos dias seguintes, saíram também o auxiliar francês Charles Hembert, o preparador físico José Mario Campeiz, o preparador de goleiros Haroldo Lamounier e até o ex-volante Pintado, que era auxiliar contratado pela diretoria. Chegaram com Dorival Júnior os auxiliares Lucas Silvestre (seu filho), o analista de desempenho Léo Porto, o preparador físico Celso Rezende e o preparador de goleiros Marquinhos Trocourt. Na última terça-feira, começou a trabalhar no clube ainda o coordenador científico Altamiro Bottino.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos