Reserva e com futuro incerto, Prass mantém ânimo e ganha nova chance

  • Clélio Tomaz/AGIF

Os últimos dias têm sido diferentes para Fernando Prass. O goleiro de 39 anos convive com a condição de reserva por opção técnica pela primeira vez desde 2013, quando chegou ao Palmeiras, e ainda não sabe se seguirá no clube depois de 31 de dezembro, quando vence seu contrato. O jogo contra o Atlético-PR, às 16h deste domingo, no Allianz Parque, será o 238º do camisa 1 pelo clube, mas o primeiro em que ele só jogará porque um concorrente está fora - Jailson cumpre suspensão pelo terceiro amarelo.

Prass já disse mais de uma vez que preferia ter a situação contratual discutida com mais antecedência e, obviamente, não ficou feliz por virar reserva. Mas ele continua sendo um dos primeiros a chegar na Academia e segue trabalhando firme com Oscar Rodríguez e Danilo Minutti, preparadores de goleiros do clube. No treino técnico da última quinta-feira, por exemplo, chamou a atenção por entrar em duas divididas arriscadas diante dos atacantes e fazer boas defesas. , Além disso, mantém sua liderança no vestiário e deve ser o capitão nesta tarde.

"Tenho a mesma confiança no Jailson e no Prass. Da troca do Prass eu já falei, quando o goleiro tem uma falha comum que é vista como grande falha é hora de você preservar. O Prass está aí mostrando toda a liderança e caráter que ele tem, puxando o coro dentro do vestiário, mobilizando os jogadores. Esse é um cara fantástico. Tinha tudo para estar triste, cabisbaixo, mas pelo contrário, é um baita de um líder", disse Cuca.

Fernando Prass sentou-se no banco de reservas nas últimas cinco partidas do Palmeiras. Isso só havia acontecido outras duas vezes: em um jogo contra o Paysandu, na reta final da Série B de 2013, quando Gilson Kleina quis premiar Fábio pelo trabalho realizado ao longo do ano, e no jogo do título brasileiro de 2016, contra a Chapecoense, quando ele estava voltando de lesão no cotovelo direito e foi homenageado por Cuca ao substituir Jailson nos minutos finais. Tirando isso, foi sempre o dono da posição.

O goleiro ainda não deu entrevistas após perder a posição. Isso deve acontecer neste domingo, depois da partida contra o Atlético-PR.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos