Corinthians vence batalha judicial e consegue alvará do Parque São Jorge

Pouco mais de uma semana após a 7ª Vara de Fazenda Pública, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, decidir que é improcedente uma ação do Corinthians para evitar a interdição do Parque São Jorge, o clube obteve uma vitória no caso: a Prefeitura de São Paulo emitiu o alvará de funcionamento da sede social do Corinthians, onde funcionam ginásios, quadras, teatro, museu, o estádio da Fazendinha e a parte de administração do clube.

O Parque São Jorge funcionava sem alvará e por meio de um mandado de segurança, e o Corinthians até admitiu que havia uma pendência na "certificação de instalações para a legislação atual". Estava em vigor uma liminar e uma ação para impedir a Prefeitura de fechar as portas da sede, mas a Justiça decidiu desfavoravelmente no dia 2 e agora o processo está encerrado graças à concessão do alvará.

De acordo com a notificação da Prefeitura, o alvará vale para uma área de 58.370m² e com capacidade para 21.892 pessoas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos