Cuca diz que não pedirá demissão e sonha vencer a Libertadores-2018

Após a eliminação na Libertadores, Cuca diz que não sairá do Palmeiras e já pensa, inclusive, em brigar pelo título da Copa no ano que vem. Com contrato até o fim de 2018, o técnico repetiu que não pedirá para sair e quer desta vez montar o elenco para a temporada que vem.

- Meu desejo é montar uma equipe como eu gosto, pegar todos os meninos que tenho hoje e fazer um 'up' como é natural fazer, com perda que provavelmente teremos no fim do ano. Eu gosto de fazer montagem. Esse ano não fiz por culpa minha, porque saí, mas meu desejo é ano que vem buscar uma Libertadores, ser campeão em cima de uma montagem que vou fazer. Vamos classificar para a Libertadores e ano que vem vai ser diferente - afirmou o treinador.

Em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, Cuca disse que cogitou sair após a eliminação da Copa do Brasil para o Cruzeiro e depois de cair para o Barcelona (ECU), na Libertadores. Mais tarde, o técnico e Alexandre Mattos disseram que uma possível demissão foi tratada apenas após a queda para a Raposa, e que prontamente a diretoria recusou o pedido.

?

- Aqui é um lugar que tem muito disse-me-disse. A gente escuta muita coisa. E as coisas, quando não são reais, você tem que se defender. Quer falar mal da parte técnica e tática, não questiono. Mas coisas que não são verdadeiras nos deixam sentidos. Falar que pedi demissão cinco, seis vezes é mentira. Falei uma vez para ele (Mattos) que se achasse que seria melhor eu sair, eu sairia. Foi aquela situação do Felipe (Melo), em cima do episódio que ocorreu. Foi a única vez. Eu cumpro meus contratos, fiquei dois anos e meio no Botafogo, dois anos e meio no Galo, dois anos na China, e vou tocar o Brasileiro aqui até o fim - justificou.

- Mas eu não sou o dono, quem tem que avaliar é a diretoria. Eu não sou de largar, confio nesses jogadores, estou orgulhoso da luta, do empenho deles na quarta-feira. Pedir demissão jamais. Vou até o fim, estou preparado para tirar o máximo de cada jogador, mobilizado junto com eles. Adoro todos esses jogadores, estamos juntos até o fim do Brasileiro e vamos para a Libertadores - acrescentou.

Nas duas passagens pelo Palmeiras, Cuca chegou com a temporada em andamento - março em 2016, e maio neste ano. Em 2017, o técnico não permaneceu, pois queria passar mais tempo com a família. Agora com vínculo mais longo, ele não mostra ter a intenção de repetir a decisão de deixar o Verdão no fim da temporada.

- Se depender do Cuca, quero ficar até o fim (do contrato), mas a gente depende de resultado. Todos nós, eu, Alexandre, presidente, jogador. Temos que ir bem - encerrou.

Agora apenas com o Brasileiro em disputa, Cuca traçou como meta terminar com a melhor campanha do segundo turno. No domingo, o time enfrenta o Vasco, às 16h, no Rio de Janeiro (RJ), pela 20ª rodada. O Palmeiras é o quarto colocado, com 32 pontos, a 15 do líder Corinthians.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos