CR7 marca, é expulso, e Real Madrid vence ida da Supercopa da Espanha

O Real Madrid deu um enorme passou rumo à conquista de mais um título na temporada. Na tarde deste domingo, os merengues enfrentaram o Barcelona no Camp Nou pela primeira partida da Supercopa da Espanha e venceram por 3 a 1. Piqué (contra), Asensio e Cristiano Ronaldo marcaram para o Real, e Messi diminuiu. O gajo, inclusive, marcou o jogo ao ser expulso e está de fora do segundo jogo da decisão.

A partida começou equilibrada, com as duas equipes se estudando em campo. O jogo se concentrava no meio-campo e as chances mais perigosas de gol vinham de lançamentos em profundidade entre a zaga adversária. A sintonia entre Kroos, Kovacic, Isco e Casemiro deixou o Real Madrid em ligeira vantagem, e os merengues controlavam as iniciativas do jogo.

Ainda assim, o primeiro tempo foi sem grandes emoções. Pelo lado do Barcelona, a melhor chance foi em cobrança de falta de Messi, que passou por cima do gol de Navas. Pelo lado do Real Madrid, uma jogada individual de Isco mas cuja finalização bateu na rede pelo lado de fora.

A segunda etapa manteve a superioridade merengue e o gol não demorou a sair, apesar de inesperado: Isco e Marcelo fizeram boa jogada pela esquerda e o lateral foi à linha de fundo cruzar rasteiro. Piqué tentou cortar a bola mas tirou do goleiro Ter Stegen e desviou para o fundo das redes.

O gol do Madrid animou a partida e os dois times passaram a ser mais agudos. Jordi Alba salvou um chute de Carvajal quase em cima da linha, e Suaréz respondeu com uma forte cabeçada defendida por Navas. Cristiano Ronaldo entrou em campo aos 12 minutos e, mesmo sem ritmo de jogo, teve impacto na partida: o português chegou a marcar, mas o auxiliar assinalou impedimento corretamente.

Nos minutos seguintes, o Barcelona resolveu jogar e pressionou a saída de bola do Real Madrid. Kovacic saiu lesionado e Asensio entrou para tentar segurar a bola no campo de ataque, mas os merengues não conseguiam sequer tocar na bola. O resultado da pressão culé veio aos 30 minutos com ajuda do árbitro: Suaréz dividiu com Navas na área e caiu no gramado. O juiz viu pênalti onde não teve, mas Lionel Messi nada tinha com isso, convertendo e empatando a partida.

O Real Madrid passou a apostar na velocidade e contra-ataque, e foi a hora do seu ídolo brilhar: após lançamento brilhante de Isco, Cristiano Ronaldo avançou pela ponta esquerda, cortou a zaga e chutou colocado da entrada da área. A bola encobriu Ter Stegen e morreu no fundo do gol.

A polêmica do Clássico só aumentou aos 36 minutos, quando Cristiano Ronaldo dividiu com Umtiti dentro da área e caiu no gramado. O juiz entendeu que CR7 fez simulação e puniu com o cartão amarelo. Como o gajo já havia recebido amarelo na comemoração do seu gol, foi expulso da partida e suspenso do jogo da volta, no Santigo Bernabéu.

Jogando com um a mais, o Barça tentava pressionar em busca do empate, mas o contra-ataque do Real Madrid voltou a brilhar: Lucas Vazquez avançou com velocidade e encontrou Marco Asensio livre. O espanhol chutou forte de canhota e fez mais um lindo golaço no Camp Nou, selando a vitória madridista.

A partida de volta será realizada na próxima quarta-feira, no Santigo Bernabéu, e o Real Madrid pode perder por dois gols de diferença que leva o título.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos