Sport desperdiça revanche e fica no empate com a Ponte Preta

Na Ilha do Retiro, o Sport tentou reverter a goleada que sofreu para a Ponte Preta no primeiro turno, mas, apesar do domínio de jogo, não conseguiu tirar o placar do zero. No final das contas, o resultado foi bom para o Rubro Negro, que contou com o revés do Flamengo para o Atlético-MG e assumiu a quinta colocação do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos.

Apesar de o Leão ter entrado em campo buscando uma revanche, foi a Ponte Preta que criou a primeira chance de gol da partida. Em contra-ataque, Lucca arrancou, conseguiu entrar na área e bateu rasteiro, obrigando Magrão a fazer a primeira bela defesa do jogo com apenas um minuto de bola rolando.O Sport criou boas chances, mas teve dificuldades para passar a defesa da Macaca.

A primeira jogada que assustou o goleiro Aranha só apareceu aos 15 minutos. Pelo meio, André recebeu a bola e mandou para Diego Souza, que acabou perdendo ao se embolar com o zagueiro Rodrigo. Apesar de ter visto o adversário criar a melhor jogada do primeiro tempo, o Sport dominou a etapa e podia ter conseguido seu primeiro gol de pênalti aos 25 minutos quando Mena cobrou lateral para a área e viu André cair e reclamar de um toque de mão do volante Naldo. A bola havia mesmo encostado no braço do jogador alvinegro, mas Vuadan mandou seguir.

Com 65% de posse de bola, o Sport chegou diversas vezes na área do adversário, mas continuou enfrentando dificuldades para furar a zaga da Ponte. Apesar de Vuaden ter dado mais quatro minutos de acréscimos, a última jogada perigosa da etapa aconteceu aos 45 minutos. Após contra-ataque de André, a bola ficou com Diego Souza, que se livrou da marcação e rolou para Everton Felipe finalizar, mas o atacante bateu forte demais e a bola estourou na defesa da Macaca.

Depois de manter apenas 35% de posse de bola durante o primeiro tempo, a Ponte Preta voltou com mais raça para a segunda etapa, deixando menos espaço livre ao Sport. Apesar disso, o Sport protagonizou o primeiro lance de perigo. Aos 4 minutos, Raul Prata mandou bola alta para a área. Luan Peres falhou no domínio e sobrou para André mandar uma bomba em diração ao gol da Ponte Preta, obrigando Aranha a fazer uma grande defesa. Não demoraria muito para Magrão ter trabalho também. Com dez minutos de bola rolando, Nino Paraíba chutou de longe, mas foi o suficiente para a bola ser espalmada pelo arqueiro.

Aos 24 minutos, Diegou Souza cobrou falta por cima da barreira e a bola estourou no travessão do goleiro Aranha, que pulou para defender. Mais uma bela defesa de Magrão foi realizada aos 36 minutos. Lucca saiu da área, girou e bateu forte em direção ao gol, mas o arqueiro salvou o Leão. No minuto seguinte, Thallyson levou seu terceiro cartão amarelo por falta em Saraiva. Por conta disso, o meia fica fora do confronto com o Cruzeiro, na próxima rodada.

Em uma trapalhada do juiz, a Ponte aproveitou o desarme involuntário do Sport para voltar em contra-ataque. Lucca bateu com força e quase abriu o placar para a Ponte. Em resposta, o Leão apresentou perigo com Juninho. Aranha saiu do gol para cortar o lance, errou e a bola sobrou para André cabecear com o gol vazio, mas Rodrigo cortou e evitou o gol.

Sob críticas da torcida, Vuaden deu mais seis minutos de acréscimos para desespero das equipes, que tentavam atacar a todo custo, aumentando a quantidade de passes errados. Fim de papo! O resultado deixa o Sport na quinta colocação, enquanto a Ponte Preta segue em 14º, chegando a 24.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos