Michel será titular até o Choque-Rei, mas Cuca quer dar 100º jogo a Egídio

Michel Bastos será mais uma vez o lateral-esquerdo titular do Palmeiras, neste domingo, contra a Chapecoense. De acordo com o planejamento traçado por Cuca com o elenco, o camisa 15 será mantido na posição até o jogo da semana que vem, dia 27, contra o São Paulo. Egídio, neste período, continuará sendo preservado depois de errar o pênalti que eliminou o time da Libertadores.

- É o Michel quem joga no domingo e contra o São Paulo. É o que planejamos com os jogadores, com Egídio e Michel e vamos ver como ele dá a resposta. Não é hora de colocar a culpa em ninguém, pelo contrário. É preparar o Egídio para a sequência e ele disputando uma vaga com o Michel diretamente, como ele está fazendo. Desejamos que o Michel se solte, jogue um grande futebol, ele tem potencial e sabe que vai jogar. Confiança de todos tem para poder exercer - explicou o técnico.

Cuca já havia pensado em dar sequência a Michel na lateral esquerda, mas ele foi mal contra o Flamengo, tendo inclusive cometido um pênalti. Embora tenha começado sua carreira nesta função, o ex-jogador do São Paulo hoje prefere atuar mais adiantado, como um ponta pela direita. Diante da necessidade e a vontade de ser titular, aceitou voltar às origens.

Contra o Vasco, Michel já jogou, e Egídio nem foi relacionado. O camisa 6 é tratado pelo técnico como o melhor jogador da posição, mas as críticas da torcida tornaram-se muito fortes após o erro contra o Barcelona (ECU). Ainda assim, Cuca não desiste do jogador, que tem 92 jogos em quase três anos de Verdão. A ideia é conseguir dar a ele sua 100ª partida com a camisa alviverde.

- Estamos lidando como se lida com uma pessoa boa e honesta como o Egídio. Momento ruim que ele vive de cobrança, ele está aqui, tranquilinho, se preparando ainda melhor. Ele tem 92 jogos pelo Palmeiras, quero dentro do possível fazer ele fazer chegar aos 100 jogos, fazendo por merecer nos treinamentos até o fim do ano. Não é uma marca qualquer - afirmou Cuca.

A lateral esquerda é um problema também para o futuro no Palmeiras. Isto porque Egídio tem contrato até o fim do ano, Michel possui vínculo até o fim de 2018, mas ainda precisa se readaptar à lateral, enquanto Zé Roberto, que já jogou na posição e agora tem sido escalado apenas como meia, também tem contrato até dezembro de 2017 e deve se aposentar. Victor Luis, emprestado ao Botafogo, pode ser reintegrado para o ano que vem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos