Equilíbrio: eliminatória sul-americana nunca foi tão acirrada

A menos de um ano do pontapé inicial da Copa do Mundo 2018, as Eliminatórias sul-americanas para o Mundial vão chegando ao fim e, com três rodadas restantes, apenas uma seleção já garantiu vaga na Rússia, o Brasil de Tite. Líder absoluto, com 36 pontos conquistados em 15 jogos, não só se garante no Mundial como também na ponta da tabela.

A disparidade da qualidade do time brasileiro, no entanto, não é regra para essas eliminatórias. Após 15 rodadas, o que se vê é um equilíbrio enorme entre as seleções vizinhas, com sete equipes ainda na disputa pelas últimas quatro vagas (uma delas de repescagem). A distância entre o segundo colocado (Colômbia) e o oitavo (Equador) é de apenas cinco pontos, e tudo pode acontecer nas próximas rodadas.

Confira o motivo de tanto equilíbrio nas eliminatórias abaixo e veja quais são os confrontos que ainda serão disputados:

Instabilidade do Equador

A seleção de Gustavo Quinteros começou a jornada das Eliminatórias como a sensação do continente sul-americano: venceu os quatro primeiros confrontos e se manteve na ponta da tabela, com direito a vitória sobre a Argentina no Monumental de Nuñez, a primeira da história do confronto. A partir da quinta rodada, no entanto, o time caiu de produção e amargou uma série de empates e derrotas, incluindo a estreia de Tite pelo Brasil. Os equatorianos sentiram a pressão de enfrentar os adversários mais fortes do continente e não voltaram a repetir a performance inicial, mas contam com uma vitória sobre o campeão Chile no Estádio Nacional de Quito.

Má fase argentina

Nem Messi salva... A jornada da Argentina nessas Eliminatórias já começou com o pé esquerdo, ao ver uma seleção sem Messi ser derrotada pelo Equador em Buenos Aires. Nas rodadas seguintes, apesar de conseguir somar importantes vitórias contra Colômbia e Chile, o time argentino pecava diante de seleções mais fracas e chegou a ficar de fora da zona de classificação à Copa. Além disso, a Argentina passou por duas trocas de treinadores no período: após mais um vice-campeonato da Copa América, Tata Martino deixou o comando do time e Edgardo Bauza assumiu. Os resultados em campo não melhoraram e, em junho deste ano, Jorge Sampaoli assumiu a missão de levar os argentinos para a Rússia.

Punições

Decisões extra-campo também afetaram a pontuação das Eliminatórias. O Tribunal Arbitral do Esporte puniu a Bolívia pela escalação irregular do zagueiro Nelson Cabrera, paraguaio naturalizada boliviano há apenas quatro anos - o mínimo para participar de competições é cinco. Assim, o Tribunal reverteu o placar das duas partidas que o defensor disputou: o empate sem gols com o Chile virou 3 a 0 para os adversários, enquanto a vitória de 2 a 0 sobre o Peru virou uma derrota por 3 a 0. Os pontos perdidos no tribunal certamente fizeram uma enorme diferença na classificação.

Queda do Chile

Desde 2015, quando as Eliminatórias deram seu pontapé inicial, o Chile era considerado um dos favoritos para se classificar ao Mundial, principalmente após o time conquistar a Copa América em duas ocasiões seguidas. No entanto, a expectativa da torcida não se tornou realidade dentro de campo. Apesar de começar as eliminatórias com duas contundentes vitórias sobre Brasil e Peru, o Chile amargou uma série de empates e derrotas, distanciando o time do topo da tabela. Contra a Bolívia, só venceu após decisão judicial por escalação indevida. Em 2016, viu Jorge Sampaoli deixar o comando da seleção para treinar o Sevilla, e Juan Antonio Pizzi assumir. O Chile chegou a disputar a Copa dos Confederações em junho, mas perdeu na final para a Alemanha. De volta às Eliminatórias, passou vexame diante da sua torcida, ao perder por 3 a 0 para o Paraguai. É preciso mudar de postura para selar a vaga para 2018.

Próximas rodadas:

16ª rodada - 5 de setembro

?Bolívia x Chile

?Colômbia x Brasil

Equador x Peru

Argentina x Venezuela

?Paraguai x Uruguai

17ª rodada - 5 de outubro

?Colômbia x Paraguai

Chile x Equador

?Argentina x Peru

?Venezuela x Uruguai

Bolívia x Brasil

18ª rodada - 10 de outubro

Paaguai x Venezuela

Brasil x Chile

?Equador x Argentina

?Peru x Colômbia

Uruguai x Bolívia

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos