Preparador físico com passagens por grandes celebra dia da profissão

Nesta sexta-feira (1º) é celebrado o dia do preparador físico no Brasil. Com passagens por clubes como Sport, Atlético-GO, futebol japonês, Fluminense e mais recentemente a Ponte Preta, finalista do Paulistão, o preparador físico Luis Fernando Goulart comentou sobre atual situação deste profissional no Brasil.

- Como todas as áreas, o profissional de Educação Física tem seus altos e baixos, existe uma parcela do mercado melhor que é a do Personal Training. Na área acadêmica vejo desvalorização, assim como qualquer outro profissional que escolheu as salas de aulas no Brasil para trabalhar, principalmente nos setores públicos. Vejo casos de protestos e agressões em muitos professores que só querem trabalhar e serem valorizados com razão. Se não me engano, mesmo assim, a Educação Física é uma das mais procuradas nos vestibulares do país. Precisamos de valorização e reconhecimento, principalmente na área acadêmica - comentou Luis Fernando.

De fato, segundo dados do Censo da Educação Superior 2015 (último divulgado), a licenciatura em educação física é a segunda maior do país, divulgados no ano passado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep). Ela concentra 10,2% das matrículas na graduação em licenciaturas e só é ultrapassada pela procura em pedagogia, que correspondem a 44,3% do total de de pessoas matriculadas em licenciaturas. Em números absolutos, são 149.011 registros de matriculados na licenciatura em educação física e 648.998 em pedagogia.

- Também acho que bons caminhos podem ser seguidos como o da área esportiva, como por exemplo, o atletismo e o próprio ramo de personal training. Não posso dizer que são valorizados, mas certamente estão em melhores condições que os profissionais da área acadêmica. No futebol, acho um pouco mais fechado, mas sempre tem o caminho das divisões de base através de estágios para abrir portas para o futuro - explicou.

Por falar em área acadêmica, Luis Fernando passou um período na Europa no fim de 2016 para atualizar seus conhecimentos visando aproveitar métodos de trabalho na Ponte Preta, seu clube na ocasião. A Ponte Preta se destacou no quesito de preparação física durante o campeonato Paulista, tanto que ficou com o vice-campeonato, perdendo para o Corinthians na finalíssima. Durante a campanha, a Macaca de Campinas eliminou Palmeiras e Santos, favoritos na época, esbanjando preparo e alto rendimento. Sobre sua situação atual, Luis Fernando foi ponderado e otimista quanto a seu futuro no futebol

- Estou analisando algumas propostas e sondagens. Existem possibilidades para iniciar a temporada que vem em alguns clubes, venho pensando e estudando com calma. Tenho me atualizado nos estudos e lendo muito. Acho que virão coisas boas em 2018. Vamos aguardar. Também gostaria de cumprimentar os profissionais de Educação Física do Brasil pelo nosso dia. Profissionais que lutam bravamente pela dignidade desta função tão importante em nossas vidas - finalizou Goulart.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos