Espanha bate a Itália e se aproxima da vaga para Copa do Mundo

A Espanha colocou um pé na Copa do Mundo de 2018 após bater a Itália por 3 a 0, no Santiago Bernabéu. A vitória deixou a Fúria isolada na liderança do Grupo G das Eliminatórias, faltando apenas três rodadas para o fim do qualificatório. Já a Azzurra, ao que tudo indica, vai disputar a repescagem por um lugar no Mundial. Em outros jogos da chave, Albânia bateu Liechtenstein por 2 a 0, enquanto a Macedônia venceu Israel por 1 a 0.

Atuando literalmente em casa, Isco foi o grande nome do duelo de gigantes. O meia marcou os dois primeiros gols do triunfo, que foi realizado na casa do Real Madrid, na capital espanhola, onde ele conhece muito bem. Outro jogador com passagem pelos Merengues, Morata completou o marcador. Quem voltou a atuar pela seleção foi David Villa, que entrou no fim da partida. O atacante do New York City não atuava pela seleção desde a Copa do Mundo de 2014.

Agora, a Espanha chega a 19 pontos, deixando a Itália com 16, na segunda colocação. Albânia tem 13 e ainda sonha com a repescagem. Israel (9), Macedônia (6) e Liechtenstein (0) fecham o grupo.

Em campo, a Espanha entrou com uma formação envolvente, com muitos homens de criação e com grande qualidade com a bola nos pés. A novidade ficou por conta de Isco como homem mais à frente junto com Asensio. Desta forma, o técnico Julen Lopetegui não entrou com um centroavante de ofício.

Apesar de não ter a referência na área, a Espanha ditava o ritmo de jogo, com toques rápidos e envolventes. No entanto, a seleção ibérica sentia falta de mais finalizações durante a partida. Mas tinha Isco. O meia do Real Madrid foi o grande nome da equipe durante todo o jogo, principalmente na etapa inicial.

Aos 12 minutos, Isco mostrou toda sua classe. Em cobrança de falta precisa, mandou no canto de Buffon, que não conseguiu chegar na bola. A Itália tinha dificuldades para chegar com perigo ao ataque. Mas quando acertou, quase empatou. Belotti cabeceou com força, mas De Gea fez uma defesa espetacular.

A Espanha tinha mais posse de bola e envolvia o meio de campo italiano. Carvajal era boa opção pela direita e quase ampliou, mas a bola passou tirando tinta da meta de Buffon. O experiente goleiro nada pôde fazer quando Isco recebeu de Iniesta na entrada da área e finalizou no cantinho para fazer o segundo da Fúria.

A Itália começou a etapa final com mais presença no ataque e perdeu boa chance com Insigne e Belotti no mesmo lance. Mas a Espanha retomou o controle da partida e colocou a bola no chão. A equipe não criou muitas chances de gol, mas Isco protagonizou lances de efeito. Ele deixou Verratti na saudade em dois lances, com uma bola no meio das pernas e um lençol no italiano.

Lopetegui mexeu, tirando o experiente Iniesta para lançar Morata, recuando Isco. A modificação surtiu efeito imediato. Em contra-ataque, Sergio Ramos cruzou e o agora centroavante do Chelsea escorou para o fundo da rede. O ex-jogador do Real Madrid chegou a fazer o quarto, mas o árbitro marcou impedimento.

PAÍS DE GALES RESPIRA NO GRUPO D

Com gol de Woodburn, País de Gales venceu a Áustria em Cardiff por 1 a 0 e ainda tem chances de se classificar para a Copa do Mundo de 2018. A equipe contou também com o empate da Irlanda com a Geórgia em 1 a 1.

A liderança da chave é da Sérvia, com 15 pontos. A Irlanda segue em segundo, agora com 13. País de Gales chegou a 11, deixando a Áustria com 8. Geórgia (4) e Moldávia (2) fecham o grupo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos