Botafogo tenta recuperar elenco e testar formações após novas perdas

Com a pausa no Campeonato Brasileiro e a eliminação na Copa do Brasil, o Botafogo pôde desfrutar de uma semana inteira só dedicada aos treinos e à recuperação física, algo que o elenco sonhava há algum tempo e que tem sido raro nesta temporada. Qual o resultado desses dias sem partidas?

No quesito físico, o Alvinegro saiu ganhando por pouco. Se por um lado teve os volantes Lindoso e João Paulo preservados do jogo-treino com o Boavista no último sábado, no Nilton Santos, com dores musculares, há que se comemorar as recuperações de Victor Luis e Gilson. O primeiro deixou a partida contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, com dores na coxa esquerda. Na última quarta-feira, chegou a admitir que ainda sentia o incômodo, mas já está recuperado. Gilson, que entrou em seu lugar, tomou uma cotovelada, mas foi só um susto.

Além dos laterais-esquerdos, o Glorioso também celebra o retorno de Bochecha. Joia da base, ele operou o joelho em fevereiro e foi dispensado pelo departamento médico nesta semana, embora tenha sido desfalque ontem. Outros dois voltaram de Salvador com problemas. Carli sofreu uma lesão de grau 1 na coxa direita, mas tem boas chances de enfrentar o Grêmio, no próximo dia 13. Ponto positivo. Marcos Vinicius também saiu com dores na coxa direita. Foi reavaliado, mas o resultado ainda não saiu. Ponto negativo.

E, claro, há os que continuam na mesma. Matheus Fernandes permanece lesionado. Leandrinho, preservado contra o Bahia, e Jonas, em recuperação de lesão no joelho esquerdo, ainda treinam à parte. Por fim, o volante Airton, que foi operado em junho, segue em recuperação após fratura no tornozelo direito.

No quesito técnico, houve um avanço. Graças ao descanso, o técnico Jair Ventura conseguiu testar um time mais ofensivo, com três atacantes. A escalação, alvo de críticas no inicio do ano, foi usada na vitória sobre o Bahia. E deu certo. No jogo-treino, ele repetiu a formação. Na sexta-feira, foi além: quatro atacantes. O comandante testou Roger e Brenner centralizados na última atividade antes do duelo contra o Boavista. Pimpão foi utilizado na direita e Guilherme, na esquerda.

Igor Rabello crê que a semana teve saldo positivo

De acordo com o zagueiro Igor Rabello, a parada do Botafogo - que ainda terá mais uma semana sem jogo - foi proveitosa. Ele destacou que nos três dias de folga (segunda, terça e domingo) e nos outros quatro de treinos, o Alvinegro conseguiu descansar bem e aperfeiçoar algumas questões técnicas e táticas.

- Eu vejo essa parada pelo lado positivo. Todo mundo tem tempo para se recuperar. A gente estava precisando desse tempo para treinar e o Jair Ventura para passar um trabalho mais específico. Isso sem contar o descanso psicológico. Tivemos folga no início da semana e depois do amistoso também. Estar com a família é sempre muito bom - opinou o defensor do Alvinegro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos