Chelsea ameaça entrar na Justiça caso Diego Costa não se reapresente

O fim da janela de transferências nos principais centros do futebol europeu deixou, ao menos, uma lacuna que não foi preenchida. Fora dos planos do técnico Antonio Conte, o atacante Diego Costa não foi negociado pelo Chelsea e segue no elenco para a temporada. No entanto, o jogador segue sem querer se reapresentar ao time de Londres, que almeja entrar na justiça.

Conte afirmou após o fim da última temporada que não contaria com Diego Costa. O treinador foi criticado pela forma como conduziu a situação. Ele teria enviado um SMS ao jogador informando a sua decisão. No entanto, o italiano se justificou dizendo que o atacante já sabia que não estava nos planos desde dezembro de 2016.

Devido ao imbróglio, o jogador não se reapresentou ao Chelsea para a pré-temporada e ficou no Brasil treinando por conta própria. E o jogador não pensa em voltar. Segundo o jornal "Daily Express", os Blues pretendem acionar o artilheiro na Justiça e cobrar 50 milhões de libras (R$ 200 milhões) caso ele não retorne à capital inglesa.

Diego Costa gostaria de voltar ao Atlético de Madrid, mas os espanhóis não poderiam inscrever nenhum jogador nesta janela de transferências por conta de punição imposta pela Fifa. Se acertasse com o Colchonero, o atacante só poderia entrar em campo em janeiro.

Para o lugar de Diego Costa, o Chelsea acertou a contratação de Morata junto ao Real Madrid.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos