Por que grande aposta do Corinthians encara desafio de atuar 'à la Maycon'

  • Arquivo pessoal

O time sub-20 do Corinthians participou de um jogo-treino contra a equipe profissional na última quarta-feira e um fato causou surpresa em muitos que acompanharam a atividade: grande aposta do clube para os próximos anos, o meia Fabrício Oya desempenhou uma função diferente da habitual. Em vez de jogar como armador, centralizado e buscando assistências, o garoto de 18 anos atuou na função de volante, marcando e distribuindo jogadas.

É uma posição semelhante à que Maycon desempenha no time principal dentro do esquema tático 4-2-3-1 e tem sido desenvolvida há pelo menos um mês pelo técnico Coelho na base alvinegra.

"Me perguntaram se eu poderia fazer aquela função e eu disse que sim. Acabei indo bem, porque eu pego a bola de frente, com qualidade no passe e no lançamento. Acredito que esteja dando certo", resume a promessa corintiana, em entrevista ao LANCE!, sobre o novo posicionamento.

Melhorar a qualidade na saída de bola, porém, não foi o único objetivo de Coelho ao promover a mudança de posição de Fabrício Oya no sub-20. Também há uma cobrança para que o camisa 10 da Copa São Paulo evolua na marcação, algo que anteriormente era pouco trabalhado na rotina de treinamentos. O treinador substituto de Osmar Loss admira a capacidade técnica do meia, mas considera que ele precisa ser mais completo para ter chances de jogar com Fábio Carille entre os profissionais.

Assim, em vez de atuar centralizado na linha de três do 4-2-3-1 ou aberto, em uma função semelhante à que Jadson desempenha no time principal, a decisão foi de recuar Fabrício Oya à linha de volantes. Assim, não há necessidade de dar o primeiro bote, função do marcador Renan Areias, e sim de acompanhar a marcação, fazer a recomposição defensiva e qualificar a posse de bola durante a transição ofensiva. Dia a dia, o garoto nascido em 1999 é trabalhado para confirmar a forte expectativa que sempre teve no Parque São Jorge.

Fabrício Oya está no Corinthians desde os 12 anos, ainda tem idade para disputar mais duas edições da Copa São Paulo de Juniores e estará no elenco que tenta o 11º título em 2018. Para jogar como volante, claro.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos