Único 100% com Tite, lateral Fagner vê mais selecionáveis no Corinthians

  • Pedro Martins/MoWa Press

"Tenho certeza que a seleção brasileira não chega a ser um objetivo distante para ninguém do Corinthians".

A frase de Fagner em entrevista ao LANCE! é de especialista: o lateral-direito é o único jogador presente em todas as convocações do técnico Tite para a seleção brasileira, em mais de um ano de trabalho. Titular do Corinthians desde 2014 e fundamental na conquista do Brasileirão no ano seguinte, justamente sob o comando do atual treinador da seleção, o jogador vê força no elenco alvinegro para fazer com que mais nomes sejam lembrados antes da Copa do Mundo.

"Futebol é muito do momento. Aí você tem uma equipe como a do Corinthians, com a campanha que faz, e alguns jogadores se destacam. É normal. Nossa prioridade sempre foi o coletivo, mas naturalmente acontecem destaques com totais condições de irem para a seleção. Todos estão sendo observados, porque o Tite estuda muito, acompanha todos os jogos", crê o corintiano.

Até o fim do ano passado, Fagner era o único jogador do Corinthians convocado frequentemente para a Seleção. Após o início do trabalho de Fábio Carille, que rendeu o título paulista e a liderança disparada do Brasileirão, o meia Rodriguinho foi convocado, o goleiro Cássio foi lembrado após dois anos e mais nomes despontam, como do artilheiro do Brasileirão, Jô. Para o lateral, a mudança foi de cada jogador, em especial do goleiro.

"Cada jogador deve ter olhado para si mesmo e visto o que queria como objetivo para a carreira, o que podia melhorar. Às vezes acontece de o jogador entrar numa zona de conforto, mas o Cássio olhou para si mesmo e viu que precisava mudar hábitos, melhorar coisas na vida pessoal para refletir na vida profissional. E é notável, quem convive com ele vê a diferença e o quanto essa mudança tem feito bem para ele e para nós. Ficamos felizes dele poder estar indo para a Seleção, como amanhã ou depois podem estar indo mais, porque temos condições de colocar mais jogadores lá dentro", diz Fagner, que mesmo sendo o único 100% com Tite ainda não se vê na Copa do Mundo de 2018.

"Não vejo, porque sabemos que até lá tem muito chão. Se eu parar de fazer o que venho fazendo no Corinthians esse sonho pode não virar realidade. futebol é muito do momento, então a cada dia de treinamento, de apresentação lá, tem sempre que render e mostrar que estar bem para voltar. O que eu espero é terminar o ano bem e começar bem ano que vem para estar na Copa".

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos