A vez do Profetinha: saiba por que o São Paulo confia em Lucas Fernandes

Destaque nos treinos desde a semana passada, o meia Lucas Fernandes, 19 anos, tem boas chances de iniciar a partida diante da Ponte Preta no próximo sábado no Morumbi e desbancar o peruano Cueva, que até pouco tempo era o maior líder técnico do time. Tanto o técnico Dorival Júnior quanto jogadores mais experientes, como o volante Petros, já fizeram elogios pomposos ao garoto. Mas de onde vem a confiança em um jogador que tem pouca idade e jogos pelo profissional do clube? A resposta passa pelo seu comportamento centrado, suas características e até o sucesso das joias de sua geração, já negociadas com o futebol europeu.

O São Paulo negociou este ano dois grandes talentos de sua base, em transações que atingiram quase R$ 100 milhões. Atacantes do time sub-20 campeão de tudo ano passado, David Neres foi vendido ao Ajax (HOL) e Luiz Araújo, ao Lille (FRA). Os valores confirmaram a fama do clube de fazer bons negócios do ponto de vista financeiro, mas no clube há a expectativa de que Lucas Fernandes pode ir além. Tanto Neres, depois de oito jogos, e Luiz Araújo, 51, saíram sem conquistar nada no time profissional. Já para Lucas, a ideia é que ele faça carreira no clube antes de pegar o mesmo destino.

Até porque é isso o que o garoto planeja para seu futuro. Diferentemente de Neres e Luiz Araújo, vistos como mais suscetíveis ao glamour do futebol e mais deslumbrados, Lucas Fernandes apresenta amadurecimento maior. Desde que chegou ao elenco profissional no início do ano passado, os profissionais do clube elogiam sua postura serena, tranquila, diferente dos companheiros. Atribuem parte disso ao apoio familiar, ponto em que Neres, por exemplo, teve problemas.

A postura de Lucas rende elogios dos colegas mais velhos e que já conquistaram muito no futebol. O volante Petros, que assumiu postura de líder com pouco tempo de clube, disse esta semana que ficou impressionado com a personalidade do garoto. Foi segunda-feira. Na terça, Lucas foi o entrevistado do dia e assumiu a bronca. Mostrou-se pronto para assumir uma vaga, mesmo com o time vivendo o pior momento de sua história, na 19ª colocação do Campeonato Brasileiro, há dez rodadas na zona do rebaixamento.

- Infelizmente as lesões me deixaram para trás. Não quero me comparar com meus amigos que foram embora. Cada um tem seu tempo. Desde as lesões busco a melhor forma física. Eu me sinto bem melhor preparado pra me firmar no time. Chegou a minha hora. Estou pronto para ser titular - afirmou Lucas Fernandes.

De fato, Lucas sofreu com lesões. Ano passado, foram duas cirurgias, no ombro e no joelho esquerdos. Este ano, duas lesões musculares, que o afastaram dos treinamentos e impediram mais sequência de jogos. Pelo São Paulo, apesar de ter sido o primeiro do grande time sub-20 a subir, foram apenas 25 jogos e dois gols. Este ano, disputou 12 jogos e marcou um gol.

Porém, apesar da pouca assiduidade, o potencial apresentado nos treinos anima. O entrosamento com Hernanes, que o fez ganhar o apelido de Profetinha, é nítido. A alcunha veio porque, assim como o famoso meia, Lucas é ambidestro, tem facilidade para bater de perna direita e esquerda. Essa virtude, unida uma técnica apurada e capacidade para ser cérebro do time, são apontados como as características que podem fazer o meia superar os dois que já deixaram o clube.

Isso poderemos saber a partir do próximo sábado, se realmente Lucas chegar e ele estiver certo como sua hora no time. Confiança ele tem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos