Fifa anula jogo das Eliminatórias após banimento de árbitro

A Fifa anunciou que o confronto entre África do Sul e Senegal, no dia 12 de novembro de 2016, válido pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, precisará ser disputada novamente. Isso tudo porque o árbitro do jogo, Jospeh Lamptey, acabou banido do futebol por manipulação de resultados.

Ainda de acordo com o comunicado oficial divulgado nesta quarta-feira, a entidade anuncia que a partida será realizada na Data Fifa de novembro deste ano, ainda sem dia certo. A punição a Lamptey foi anunciada no dia 20 de março deste ano.

- O Escritório de Eliminatórias da Copa do Mundo da Fifa ordenou que a partida de eliminatórias entre África do Sul e Senegal, originalmente disputada em 12 de novembro de 2016, seja jogada novamente. Essa decisão foi tomada depois que o TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) confirmou a banimento pelo resto da vida do árbitro Joseph Lamptey por manipulação de resultado - disse a Fifa em comunicado.

No embate entre as duas seleções, o juiz marcou um pênalti de Kalidou Koulibaly, de Senegal, por toque de mão. No entanto, a bola claramente bate no joelho do jogador. O jogo terminou com uma vitória de 2 a 1 para os sul-africanos. A Federação Senegalesa pediu à Confederação Africana de Futebol e à Fifa que investigassem a a atuação de Lamptey. A CAF optou por suspendê-lo por três anos, enquanto a entidade máxima do futebol baniu o árbitro pelo resto da vida.

Com essa decisão, a África do Sul perde os três pontos conquistados e fica apenas com um ponto, na lanterna do Grupo D. Caso acabe derrotada no duelo contra os senegaleses, sairá de vez da briga por uma vaga no Mundial. Isso porque o Senegal, em terceiro, tem cinco pontos, enquanto Cabo Verde, segundo, e Burkina Faso, líder, têm seis. Faltam duas rodadas para acabar as Eliminatórias na África.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos