Levir Culpi cobra na Justiça dívida de R$ 2.8 milhões do Fluminense

O técnico Levir Culpi foi demitido do Fluminense após nove meses no comando do clube, entre março de novembro do ano passado. Na época, emitiu nota oficial dizendo estar 'puto da cara' de ter sido dispensado do 'clube que mais demite técnicos no mundo'. Agora, quase um ano depois, o treinador cobra na Justiça cerca de 2,8 milhões de reais do Tricolor. As informações foram publicadas no 'ESPN.com.br'.

O processo de quase 3 milhões de reais se deve à questões trabalhistas como férias, 13º, fundo de garantia e multa por rescisão de contrato - um mês antes do previsto.. O vínculo firmado pelo clube e Levir, em março, era até o fim de dezembro de 2016. Além disso, o treinador também cobra os seis dias trabalhados do mês de novembro e o mês de outubro integralmente. O salário, revelado nos documentos, era alto: 630 mil reais por mês.

Caso o Fluminense não quite uma parcela de 762 mil reais na data da primeira audiência sobre o caso - ainda não marcada -, o valor pode ficar ainda maior.

Nos nove meses em que esteve nas Laranjeiras, Levir conquistou a Primeira Liga e teve campanha irregular no Brasileirão. Além disso, teve problemas com o capitão Fred, que saiu do clube durante seu comando. Hoje, o treinador comanda o Santos, terceiro colocado na tabela e nas quartas-de-final da Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos