Sem digerir punição a CR7, Real Madrid boicota reunião da Federação

  • David Ramos/Getty Images

    Cristiano Ronaldo comemora gol na decisão da Liga dos Campeões

    Cristiano Ronaldo comemora gol na decisão da Liga dos Campeões

O Real Madrid ainda não digeriu a dura punição imposta a Cristiano Ronaldo (cinco jogos). De acordo com o jornal espanhol "As", o clube merengue não vai marcar, na tarde desta quarta-feira (6), presença na reunião de clubes da Real Federação Espanhola de Futebol. O motivo seria uma forma de protesto diante de um conjunto de decisões, sobretudo envolvendo o astro português.

A sanção aplicada ao camisa 7 se deu após o primeiro jogo da Supercopa da Espanha, frente ao Barcelona. O Real, inclusive, já recorreu ao TAD (Tribunal Administrativo do Esporte), que ratificou a decisão das autoridades espanholas.

No Santiago Bernabéu, considera-se que o organismo atuou injustamente ao analisar o recurso apresentado contra o castigo, uma vez que, na opinião dos dirigentes, as imagens esclarecem que Ronaldo não simulou pênalti. O lance rendeu o segundo cartão amarelo e, consequentemente, a expulsão, motivo da revolta do craque, que empurrou o árbitro De Burgos Bengoetxea, por fim.

Via Instagram, no fim de agosto, Cristiano Ronaldo deixou claro que, para ele, a decisão é "incompreensível". Além da punição com jogos, o gajo foi forçado a desembolsar uma multa de 3.005 euros (cerca de R$ 11.270). Já o Real teve que pagar 1.400 euros (R$ 5.250).

"Mais uma decisão incompreensível. De injustiça em injustiça, nunca me derrubarão. E como sempre voltarei mais forte. Obrigado a todos os que me têm apoiado", postou o craque, na rede social.

Cristiano Ronaldo só retornará a campo na quinta rodada do Campeonato Espanhol, quando o Real Madrid recebe o Betis, dia 20, no Santiago Bernabéu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos