Cuca diz não ter ficado mágoa e admite usar Felipe Melo no Palmeiras

Para Cuca, Felipe Melo está totalmente reintegrado ao elenco e, caso mereça, pode ser usado neste restante de ano no Palmeiras. Depois de aparar arestas com o jogador, o técnico diz que o camisa 30 reconheceu seus erros e depende de seu recondicionamento físico para disputar uma vaga. Ainda não há prazo para que ele trabalhe com a mesma intensidade do restante do grupo.

- O caso do Felipe (Melo) é uma questão fácil de vocês entenderem, porque foi o imbróglio jurídico. Somos parceiros, eu e o presidente (Maurício Galiotte) temos os mesmos interesses. Não vamos prejudicar a instituição. É uma aceitação minha porque sou parceiro do clube, não quero mal do clube nem do Felipe. Ele reconheceu seus erros e como qualquer outro ser humano erra, tem direito de se recuperar, vai ter esta chance sem mágoa nenhuma. Não está meio reintegrado. Ele está (reintegrado) - explicou o técnico.

- Mas está longe de ser aproveitado, não está no ideal (físico), é um processo gradativo, sem data fixa (para ser usado). Se puder nos ser útil ao longo do ano vai ser aproveitado, porque é funcionário do clube. Quero ajudar o Felipe a ser uma pessoa melhor, e eu com isso ser uma pessoa melhor. Sempre podemos melhorar. Temos uma vida só, não adianta ficar com mágoa, que não leva a nada. Fica no passado, vamos buscar o melhor para mim, para o Felipe, e principalmente para o Palmeiras - acrescentou.

O meio-campista foi reintegrado na segunda, e nesta sexta participou da roda de bobinho e de um treino físico com o restante dos atletas. Quando o grupo foi para o rachão, ele seguiu fazendo trabalhos com o preparador Marco Aurélio Schiavo. Durante o período afastado, o camisa 30 pegou alguns dias de folga e viajou com a família para Jericoacoara (CE).

Cuca e Felipe Melo tiveram problemas após a eliminação do Palmeiras na Copa do Brasil, e o caso foi agravado com a divulgação de um áudio em que o camisa 30 chama o treinador de "mau caráter, mentiroso e covarde". Após um mês fora do grupo, a diretoria costurou o acerto entre os dois, já que o atleta havia notificado o Verdão extrajudicialmente por estar treinando separado, sem as mesmas condições dos outros jogadores.

O comandante aceitou a reintegração, porém só pensaria em usar Felipe se o volante mostrasse que pode mudar tanto o estilo de jogo, quanto o comportamento. No treino de terça, os dois tiveram até uma rápida conversa no gramado da Academia de Futebol.

- Ele sabe e eu sei como aconteceu. Não é vergonhoso a ninguém reconhecer o erro. É passado, vamos tirar lição para o futuro. Tanto ele quanto eu. Nem eu nem ele somos gigantes, gigante é o Palmeiras - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos