'Guerreiro', Palmeiras aprova empate com dois a menos no Independência

Com dois jogadores expulsos e dois pênaltis marcados contra, os palmeirenses saíram do Horto satisfeitos do empate com o Atlético-MG em 1 a 1. Para Dudu, o espírito da equipe foi o principal legado do confronto deste sábado.

- Jogando com nove jogadores em campo, a equipe foi guerreira, tivemos a chance de fazer de pênalti no segundo tempo, infelizmente não conseguimos, mas estamos de parabéns pelo empenho, pela garra e ficou bom o empate - analisou o camisa 7, que entrou no segundo tempo após quase um mês fora graças a uma lesão na coxa esquerda.

Luan recebeu o cartão vermelho no primeiro tempo, e Willian foi expulso na reta final do jogo. Deyverson perdeu uma penalidade, enquanto o Atlético teve dois pênaltis a seu favor - um deles Fernando Prass pegou, e no outro Fábio Santos acabou marcando.

- Foi um jogo muito difícil para nós, para o Atlético-MG, para arbitragem, porque foram muitos lances complicados dentro da área e a gente ainda no segundo tempo tivemos uma das chances mais claras, que foi o pênalti do Deyverson, e depois ainda tivemos dois contra-ataques, um com o Moisés depois com o Egídio e com dois a menos fica muito complicado. A gente tomou uma pressão absurda do Atlético, mas acho que analisando as circunstâncias, a gente fez uma grande partida, conseguimos controlar, mesmo com dois a menos, dentro do possível ficar com a bola, fazer a saída técnica, que a gente fala. Claro que pelas circunstâncias, um empate aqui a gente não pode desprezar - acrescentou o goleiro.

Com 37 pontos, o Verdão é o quarto colocado do Campeonato Brasileiro, mas pode ser ultrapassado pelo Flamengo, que no domingo enfrenta o Botafogo. O time volta a jogar na segunda-feira que vem, dia 18, contra o Coritiba, no Pacaembu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos