Na estreia de Zé e volta à Colina, Vasco pega o Grêmio pelo Brasileirão

O técnico Zé Ricardo fará sua estreia no comando do time do Vasco neste sábado, às 18h, contra o Grêmio, em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, em São Januário. A partida vai marcar a também o retorno do Cruz-Maltino à Colina Histórica depois de um pouco mais de dois meses. Porém, ainda sem a presença dos torcedores, por conta da punição imposta pelo STJD por causa das confusões contra o Flamengo.

 

- Sem dúvida (a estreia dá um frio na barriga), não tem motivos para esconder isso. É uma estreia, a minha volta a um grande clube da Série A. Em todo jogo, assim como foi no meu antigo clube, tem um pouquinho de nervosismo. Espero seguir assim até o fim da minha carreira, porque isso que dá alimento e motivação para a gente poder estar trabalhando e levantando todo dia cedo buscando melhorar - disse Zé, contando que espera do time para fazer um bom jogo.

 

- A expectativa é muito grande. Temos um Brasileiro extremamente equilibrado, difícil. Todas as partidas precisam ser encaradas com muita dedicação e intensidade, mas principalmente concentração. Acredito que se a gente trabalhar bem esses fatores, pode fazer um bom jogo - completou.

 

Em seu primeiro jogo, Zé Ricardo vai fazer poucas mudanças em relação ao time que venceu o Fluminense por 1 a 0. A grande diferença mesmo será na postura. Neste início de trabalho, o técnico teve a seu favor 15 dias livres para treinar.

 

- O mais importante agora é passar confiança, os treinos foram em cima de passar tranquilidade para eles poderem executar aquilo que a gente pede. Vejo que a gente precisa jogar de forma simples, mas eficiente - afirmou o técnico.

 

Neste período, o treinador procurou conhecer os jogadores e implementar seu estilo ao time, que é diferente do de Milton Mendes. Com o novo comandante, o Cruz-Maltino vai procurar jogar de forma mais cadenciada, buscando trocar passes e valorizar a posse de bola.

 

- Eu sou um cara tranquilo, simples. Cobro organização da equipe, intensidade no jogo. Gosto de um jogo bem jogado e com um time que tenham bem a posse de bola, controle sempre, sem deixar de ser ofensivo. Mas também gosto da equipe equilibrada defensivamente, porque o futebol precisa disso. Isso que a gente vai querer implantar no Vasco. Claro que não vai ser da noite para o dia - comentou Zé.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos