Cruzeiro segura pressão, vence a Chapecoense e volta ao G6

O Cruzeiro foi à Chapecó e venceu a Chapecoense por 2 a 1, na noite deste domingo, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols de Rafinha e Raniel colocara a Raposa de volta na sexta posição, com 34 pontos. O gol dos donos da casa foi marcado por Túlio de Melo. A derrota fez a Chape cair para a 18ª colocação, com apenas 25 pontos, um a menos que o Bahia, primeira equipe fora do Z4, que ainda joga na rodada.

O JOGO

Em situações opostas na tabela, Chapecoense e Cruzeiro tinham um objetivo em comum: a vitória. Precisando pontuar para voltar ao G6, a Raposa foi à campo com uma equipe mista, somando titulares e reservas. Raniel ganhou a vaga de Sassá e Sóbis, sendo a referência cruzeirense no ataque. Do outro lado, a Chape também precisava pontuar para sair da zona de rebaixamento. O trio de ataque formado por Wellington Paulista, Arthur e Túlio de Melo era a arma do Verdão do Oeste.

No primeiro tempo, a Chape tomava a iniciativa do jogo. Adiantava a linha defensiva e pressionava o Cruzeiro. Porém, tinha dificuldades em chegar perto do gol defendido por Fábio. A Raposa, por outro lado, pouco fazia. Dependia exclusivamente de bolas paradas para ameaçar o gol adversário. Só a partir dos 20 minutos que a equipe mineira começou a equilibrar o jogo, conseguindo manter mais a posse de bola. Aos 35 minutos, Túlio de Melo teve grande chance de abrir o placar, mas Fábio fez grande defesa e mandou para escanteio. Quando o 0 a 0 parecia certo até o intervalo, Rafinha recebeu de Raniel, limpou a marcação e bateu. Jandrei ainda tocou na bola, mas não evitou o gol. 1 a 0 Cruzeiro.

O segundo tempo começou como o primeiro. A Chape, com mais urgência do que nunca, foi para cima e já obrigou Fábio a fazer duas defesas em menos de dois minutos. O Cruzeiro respondeu dez minutos depois. Henrique foi lançado dentro da área e tocou para o meio, onde estava Arrascaeta, livre de marcação. O meia acabou chutando mal e perdendo chance claríssima de ampliar o placar.

Não fez falta. Aos 18 minutos, Jandrei fez grande defesa em cabeçada de Léo, mas no rebote, Raniel, quase sem ângulo, mandou para dentro. 2 a 0, para desespero da Chapecoense. O gol fez o Cruzeiro passar a ter o controle total da partida. A Chape, entregue, não conseguia mais ficar com a posse de bola e ameaçava pouco.

A Chapoe conseguiu diminuir aos 38 minutos, com Túlio de Melo. Após cobrança de falta da direita, o atacante subiu mais alto que a zaga e testou firme para marcar. Mas foi pouco. Depois do gol, a Chape até se lançou para o ataque, mas não conseguiu empatar. O resultado fez a equie de Mano Menezes voltar à sexta posição, com 34 pontos. A Chape, por outro lado, caiu para 18º, com 25, um ponto a menos que o Bahia, 16º colocado, que ainda vai enfrentar o Atlético-GO nesta segunda-feira.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 1 X 2 CRUZEIRO

Local: Arena Condá, Chapecó

Data-hora: 10/9/2017 - 19h

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)

Público: Não disponível.

Cartões amarelos: Canteros e Douglas Grolli (CHA); Murilo (CRU)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Túlio de Melo, 38'2°T (1-2); Rafinha, 45'1°T (0-1) e Raniel, 18'2°T (0-2)

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Roberto (Diego Renan, 40'2/T); Moisés Ribeiro, Canteros e Seijas (Júlio César, 15'2°T); Wellington Paulista, Túlio de Melo e Arthur (Penilla, 15'2°T) - Técnico: Vinícius Eutrópio.

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Murilo, Léo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva, Rafinha, Robinho (Alisson, 24'2°T) e Arrascaeta (Thiago Neves, 20'2°T); Raniel (Sassá, 29'2°T) - Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos