Champions: entalado, Barça recebe a Juve por firmação em estreia

O Barcelona estreia na Liga dos Campeões com a Juventus entalada na garganta. A equipe italiana foi a responsável por eliminar a catalã na edição passada, nas quartas de final, e, nesta terça-feira, visitará o Camp Nou a fim de complicar a vida dos culés pela primeira rodada do Grupo D. O duelo será realizado às 15h45 (de Brasília).

Para o Barça, o desafio, além de uma espécie de revanche, servirá para provar que a saída de Neymar não afetará o time em âmbito internacional. Contratado para substituir o brasileiro e realizar uma função similar ao lado dos já consagrados Messi e Suárez, Dembélé não tem presença garantida entre os titulares. No fim de semana passada, a promessa francesa entrou no decorrer da partida diante do Espanyol, pelo Campeonato Espanhol - onde os Blaugranas lideram, com 100% de aproveitamento.

- Veremos isso amanhã, se será titular ou não. Se eu o escalar, é porque ele está em condições. Ele é um jogador que, assim como os outros, está treinando bem e pode entrar a qualquer momento. Se não for agora, será em alguns jogos - disse o técnico Ernesto Valverde, completando:

- Vai ser um jogo intenso e importante - projetou o treinador do Barcelona, que relacionou o brazuca Paulinho.

EM PONTO DYBALA

Vice-campeã da Champions em 2015, quando o próprio Barcelona sagrou-se vencedor, a Juventus chega à Espanha de peito estufado. O principal trunfo da Velha Senhora atende por Dybala, companheiro de Messi na seleção argentina e cobiçado pelos rivais da Catalunha na última janela de transferências. O camisa 10 esbanjou empolgação antes de entrar em campo.

- Nós também temos um time forte e vamos buscar um resultado tão bom como o da temporada passada - falou Dybala, em entrevista à "Sky Sport".

- O Barcelona perdeu Neymar, mas segue sendo o Barcelona e não se pode falar de um time em crise por isso - alertou ainda o jovem de 23 anos.

Se terá Dybala como arma, o técnico Massimiliano Allegri não poderá contar com Mandzukic, Khedira, Marchisio, Cuadrado (expulso na final de 2016/17, diante do Real Madrid) e Höwedes, este recém-contratado.

SPORTING VAI À GRÉCIA

O outro jogo do Grupo D será realizado no mesmo horário, na Grécia. O confronto em Atenas será entre Olympiacos e Sporting, de Portugal e que está com 100% de aproveitamento no nacional (em cinco jogos, cinco vitórias).

O técnico do Olympiacos, Besnik Hasi, não está preocupado com o poderio do Sporting. Ele lembrou que, depois do encontro com os Leões, ainda restarão mais cinco na fase de grupos da Champions. Por isso, sublinha que o importante é desfrutar o confronto no Estádio Karaiskákis.

- Só ouço falar em final, final, final... O jogo de amanhã (terça-feira) não é o fim do mundo. Temos, depois do Sporting, mais cinco jogos pela frente. Claro que queremos começar da melhor forma, em nossa casa, mas temos que perceber que ainda temos mais jogos pela frente e que ainda temos de encarar o Sporting em Lisboa. Prefiro desfrutar deste jogo - comentou Hasi, que viu, do outro lado, o goleiro Rui Patrício, sôfrego, visando beliscar pontos fora:

- O Olympiacos tem um grande time, com excelentes jogadores, mas nós somos o Sporting e sabemos o que fazer para pará-los - comentou o goleiro da seleção portuguesa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos