Diretor do São Paulo descarta cargo, mas abre as portas para Muricy

Após Muricy Ramalho se colocar à disposição para ajudar o São Paulo, nesta terça-feira foi a vez de o clube abrir as portas para o ex-treinador. O diretor executivo Vinicius Pinotti disse que não há possibilidade de Muricy assumir o cargo de coordenador técnico agora, devido a seus compromissos com o SporTV, mas pode contar com outras formas de contribuição. Uma conversa entre as partes, o que ainda não houve, deve acontecer nos próximos dias.

- Tomamos conhecimento da declaração do Muricy, sabemos que ele tem contrato (com o SporTV), ele é muito honesto, historicamente cumpre seus compromissos, mas nada impede que ele possa vir a ajudar o São Paulo - disse Pinotti, em entrevista coletiva após o treino desta terça.

A diretoria tem sofrido pressão para contratar Muricy no cargo de coordenador técnico. Nesta terça, um grupo intitulado Resgate entregou um abaixo-assinado com mais de sete mil adesões a favor da medida. No entanto, Pinotti descartou o retorno de Muricy dessa forma, novamente ressaltando sua função de comentarista.

- O Muricy não pode assumir nenhuma função oficial no São Paulo, o que não impede de ele trabalhar informalmente, ele já fez isso com outros presidentes. Oficialmente esse cargo não tem intenção de ser criado. Toda vez que se fala de coordenador técnico, você precisa falar com o seu técnico. Zagallo e Parreira, Felipão e Murtosa, era bom pra todo mundo. Não podemos impor um coordenador ao Dorival. Tem de ser discutido com ele - explicou.

O dirigente aproveitou e também bancou o comandante atual. Disse estar satisfeito com o trabalho, mas que ainda faltam os resultados.

- Estamos satisfeitos com o trabalho dele. Ainda não foi refletido dentro de campo, que é o principal, mas estamos muito satisfeitos com o trabalho dele. Dorival é nosso treinador, não tenha dúvida disso. Acreditamos em continuidade, não dá para ficar mudando toda hora, o caminho não é esse - declarou Pinotti.

Por fim, disse que a diretoria está temerosa com a fase do time, 19º colocado no Campeonato Brasileiro, mas acredita na reação.

- A situação é horrível. Claro que estamos temerosos, temos trabalhado bastante para tentar reverter isso. Estamos focados em tirar o time dessa situação há algum tempo, não é de agora - afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos