Família de vítima do acidente com a Chape ganha processo contra o Coritiba

  • Divulgação/Site oficial da Chapecoense

    Sérgio Manoel foi uma das vítimas do acidente fatal da Chapecoense

    Sérgio Manoel foi uma das vítimas do acidente fatal da Chapecoense

Na última segunda-feira, a Justiça determinou que o Coritiba indenize a família do ex-volante Sérgio Manoel em aproximadamente R$ 630 mil. O atleta, que defendeu a Chapecoense em 2016 e foi uma das 71 vítimas do acidente com o voo responsável por levar a delegação à cidade de Medellín, havia movido um processo contra o clube em agosto de 2016, mas faleceu antes da data da primeira audiência do caso.

A ação visava a cobrança do seguro que Sérgio Manoel para realizar duas cirurgias no joelho, além da garantia de estabilidade provisória. O volante não tinha filhos nem era casado e foi representado pela mãe, Solange Barbosa dos Santos, na audiência.

Apesar de ter comprovado o contrato do seguro, o Coritiba foi condenado pela Justiça a pagar o valor cobrado na cirurgia e ainda terá que indenizar a família da vítima por conta do período de estabilidade, já que o juiz responsável pelo caso entendeu que o clube deveria ter ampliado o vínculo com o atleta por conta do período de recuperação da cirurgia.

- Nós já esperávamos essa vitória, mas ficamos felizes pela circunstâncias que envolvem o caso, como o falecimento de um jovem atleta e a possibilidade de garantir uma estabilidade para sua família - declarou um dos advogados do jogador, Felipe Rino.

Pelo Coritiba, Sérgio Manoel entrou em campo 35 vezes e conquistou o título do Campeonato Paranaense em 2013. Após a decisão da Justiça, o Coritiba declarou que vai recorrer.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos