Sevilla larga na frente, mas Liverpool garante o empate em casa

O Liverpool entrou em campo mordido pela derrota de goleada para o Manchester City, no último sábado, pela Premier League, mas não conseguiu evitar o empate do Sevilla. Diante de sua torcida, a equipe inglesa sofreu o um gol logo nos primeiros minutos, virou o jogo, mas permitiu que o Sevilla empatasse para fechar o placar em 2 a 2. O resultado deixa o time espanhol na liderança do Grupo E da Liga dos Campeões, seguido pelo Liverpool.

Apesar da vantagem de jogar em casa e rolar a bola no apito inicial, o Liverpool não conseguiu evitar de levar o primeiro gol logo aos quatro minutos de jogo. Escudero recebeu a bola na área do adversário e chutou rasteiro para Lovren, que furou e deu brecha para Ben Yedder, sozinho, tocar para o fundo do gol.

A torcida começou a temer o resultado, após o primeiro gol, mas não faltou apoio ao Liverpool, que se mostrou superior em campo e dominou o restante do primeiro tempo. Apesar de ter conseguido criar mais chances, a equipe inglesa pecou nas finalizações e contou com Firmino, que foi feliz ao receber bola rasteira de Moreno, para marcar o gol do empate.

As trocas de passes do Sevilla estavam cada vez mais raras quando Salah buscou a bola no campo de ataque e arriscou o chute de fora da área. Sorte do Liverpool, que viu o desvio em Kjaer deixar o goleiro Sergio Rico sem chances, decretando a virada dos ingleses aos 36.

Sob clima de tensão, Pareja tentou afastar o ataque do Liverpool, mas acabou tocando a bola com a mão dentro da área. O pênalti já estava claro, mas ainda deu tempo de o jogador derrubar Mané na área para confirmar a marcação do árbitro. Na cobrança, Firmino bateu forte de perna direita e, apesar de Rico ter caído para o lado oposto, a bola estourou na trave. Ainda deu tempo de Sergio Rico salvar o Sevilla de levar o terceiro gol, após chute cruzado de Moreno.

Na volta para a segunda etapa, o time espanhol conseguiu manter o controle da bola no ataque com menos dificuldade e segurou o resultado por um bom tempo. A equipe ainda precisou se organizar no jogo sem o auxílio do técnico Eduardo Berizzo, que foi expulso depois de segurar a bola que saiu pela lateral e tirá-la das mãos do lateral Gomez, que se preparava para a cobrança.

O Liverpool já contava com a vitória quando Joaquín Correa aproveitou o toque de Muriel na entrada da área, dominou sabiamente, se livrando da zaga inglesa, e chutou alto, deixando o goleiro Karius sem chances de evitar o empate. Mesmo com menos posse de bola no decorrer do segundo tempo, o Sevilla por pouco não virou depois que Muriel deu um belo drible em Matipe, invadiu a área e cruzou para trás, mas a defesa salvou o Liverpool.

Aplaudido pela torcida ao entrar em campo no lugar de Emre Can, Philippe Coutinho arrancou aplausos da torcida em duas tentativas de invasão na área adversária. Em busca da vitória, a disputa ficou ainda mais acirrada no gramado do Anfield e faltou muito pouco para o Sevilla deixar a Inglaterra com três pontos na conta. Na cara do gol, Muriel ganhou a bola de Gomez e bateu no canto da trave.

A partida terminou com uma expulsão para cada lado. Após o técnico Berizzo deixar o gramado ao receber o cartão vermelho direto, Joe Gomez recebeu o segundo amarelo e se juntou ao rival um minuto antes do apito final.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos