Antes trauma, Brasileiro de 2009 é inspiração no Palmeiras para Dudu

O Campeonato Brasileiro de 2009 é costumeiramente tratado como um trauma no Palmeiras: na 23ª rodada, o time chegou a abrir 13 pontos de distância para o Flamengo, mas viu o título ficar com os cariocas. O tropeço foi tão impactante que a equipe precisou deixá-lo de lado ao longo de todo o torneio no ano passado para ser campeão nacional. Mas, agora, aquele fantasma vira exemplo, segundo o capitão Dudu.

- Temos a possibilidade, estamos ainda na briga, não acabou nada, tem muito campeonato. O campeonato de 2009 é um exemplo. Esperamos pegar esse exemplo, que sirva para nós agora - disse o atacante, ciente de que, atualmente, também após 23 rodadas, o Verdão está a 13 pontos do Corinthians, dono da primeira colocação.

- Estamos ainda na briga. São muitos pontos atrás, mas tem muitos jogos ainda. A gente vê que os times agora estão caindo um pouco de rendimento. Se subirmos o nosso nível de competitividade, com certeza brigaremos pelo título depois de 30 rodadas - avisou, colocando como primeira meta, porém, ficar entre os quatro primeiros lugares do Brasileiro.

- Os quatro que estão nas primeiras colocações brigam pelo título e tem ainda mais algum time com força para chegar, como o Atlético-MG, que ainda vai ter força para chegar ali pela Libertadores. Mas vamos buscar, primeiro, a nossa vaga direto na Libertadores. Conquistando isso, estaremos perto do título.

A esperança de Dudu é ser mais útil para ajudar o Palmeiras na arrancada que planeja rumo ao título. O atacante se recuperou de lesão muscular, voltou a jogar no último sábado e já avisou que está pronto para atuar a partida inteira contra o Coritiba, na segunda-feira, no Pacaembu.

- Tenho poucos jogos no Brasileiro devido a essas duas lesões que tive. No ano passado, tive uma, e pude jogar mais jogos. É a primeira vez que machuco duas vezes no ano. Mas, agora, é bola para frente, começa um novo campeonato para mim. Vou me dedicar bastante para buscarmos nossos objetivos. Vamos continuar fazendo trabalho de fortalecimento para não ter mais lesões - declarou, confiando, principalmente, no técnico Cuca.

- O Cuca sabe o que faz. Ele conhece bem o time, tem convicção de que vai dar certo o que faz e esperamos que os jogadores possam ajudá-lo e que ele ajude os jogadores nessa reta final do Brasileiro. A torcida quer sempre a vitória, e também queremos, sempre estar entre os primeiros. Só que, às vezes, a torcida é muito rigorosa - falou, ao comentar as críticas de torcedores ao treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos