Eurico lança candidatura, faz ataques e pede votos: 'Eleição não está ganha'

Atual presidente do Vasco, Eurico Miranda promoveu na noite desta quinta-feira, na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, o evento de lançamento de sua candidatura para a tentativa de reeleição no cargo. Com o nome de "Reconstruindo o Vasco", a chapa contou com o apoio de cerca de 500 pessoas durante o evento. Cerca de 40 minutos após o encerramento, foram registradas brigas entre vascaínos na rua da casa onde recebeu a convenção. A eleição que determinará quem comandará o Cruz-Maltino no triênio 2018-2020 está marcada para o dia 7 de novembro. Eurico Miranda pediu votos aos presentes.

- A eleição não está ganha. Eleição se ganha no dia, depois da apuração. A eleição não está ganha. Tirar de mim os beneméritos é difícil. Quero ver eles juntarem. Tem os que são contra o Eurico, mas é número reduzido. Vocês têm de fazer militância. Dizer um a um para votar - afirmou, fazendo questão de falar nome a nome de todos os sócios beneméritos presentes, responsáveis por decidir a Diretoria Administrativa (o qual define o presidente) depois da eleição geral por conta de o Vasco ter um sistema de voto indireto em seus pleitos.

Eurico Miranda aproveitou o evento - que durou cerca de duas horas - para apontar o apoio que recebeu de Antonio Peralta em sua candidatura. Peralta, vale lembrar, foi vice-presidente geral da gestão anterior a de Eurico, comandada por Roberto Dinamite. Um vídeo, inclusive, foi apresentado por cinco minutos (assista abaixo) sobre a campanha de Eurico e em um momento a imagem de Dinamite apareceu, oportunidade que recebeu vaias de todo o salão.

Em todo instante, as pessoas que estavam no evento em apoio a Eurico Miranda fizeram coros de "Fica, Eurico". Propostas não foram apresentadas de forma específica. O atual mandatário do Vasco, durante seu discurso, comentou sobre as negociações com as emissoras de televisão para os direitos de transmissão dos jogos do Vasco, reafirmou que o clube tem "resistência" como sinônimo e fez ataques a TV Globo e ao Ministério Público, se defendendo da denúncia oferecida nesta quinta.

- Essa barbaridade que inventaram hoje. Esse procuradorzinho é outro recalcado em relação ao Vasco. A tentativa foi esvaziar o meu lançamento da candidatura. Não conseguiram. Eu não paguei ninguém para estar aqui. Falam que nunca ganhei nada. Aos menos avisados, o Vasco ganhou quatro brasileiros e três tive participação direta. Carioca, Libertadores, Rio-SP, todos participei diretamente. A Globo é contra o Vasco e vou brigar contra ela se for necessário, estão orquestrando tudo. Outras coisas vão aparecer para impedir chegarmos onde vamos chegar. Não podemos ficar sentados.

Concorrem na eleição presidencial do Vasco, além de Eurico Miranda representando a situação, os opositores Otto Carvalho, Fernando Horta, Júlio Brant e Alexandre Campello.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos