Vitória de Guimarães faz história ao não escalar europeus em time titular

Na última quinta-feira, o Vitória de Guimarães entrou para a história na partida contra o Red Bull Salzburgo, na estreia do Grupo I da Liga Europa. O time português se tornou a primeira equipe ao não escalar jogadores europeus entre os 11 iniciais. Foi a primeira vez nas competições europeias que um time titular é todo formado por atletas não-europeus.

O Vitória de Guimarães começou o confronto com Douglas de Jesus (Brasil), Garcia (Venezuela), Jubal (Brasil), Pedrão (Brasil) e Niclomande (Costa do Marfim); Wakaso (Gana), Celis (Colômbia) e Hurtado (Peru); Rincon (Colômbia), Texeira (Uruguai) e Rafinha (Brasil).

Em campo, estavam quatro brasileiros, dois colombianos, um venezuelano, um marfinense, um ganês, um peruano e um uruguaio. Do banco de reservas, entraram no jogo o brasileiro Rafael Miranda, o cabo-verdiano Héldon, além do jovem português Kiko, de 20 anos, o único europeu utilizado pelo técnico Pedro Martins.

O embate foi disputado no estádio Afonso Henriques, em Guimarães, e as equipes empataram em 1 a 1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos