Atlético-GO bate Ponte em Campinas e segue vivo no Brasileiro

Lanterna do Brasileiro, o Atlético-GO está vivo na competição. Na noite deste sábado, Walter e cia enfrentaram a Ponte Preta no Moisés Lucarelli e venceram com propriedade por 3 a 1, em partida válida pela 24ª rodada.

O Atlético-GO começou melhor na partida, apesar de ser visitante. Liderados por Walter, os jogadores do Dragão tomavam as iniciativas na primeira etapa e ameaçavam o gol de Aranha em várias oportunidades. A melhor oportunidade da Ponte só surgiu aos 35 minutos de jogo, após Lucca soltar uma bomba de fora da área que passou perto do gol.

Com a pressão do Dragão, não demorou para o gol sair. Aos 42 minutos, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Luiz Fernando, livre na área, arriscar de primeira e abrir o placar em Campinas.

O susto de levar um gol pareceu ter acordado a Ponte Preta, que voltou para a segunda etapa ligada no jogo. Logo no primeiro minuto de bola rolando, Léo Gamalho empatou. Na verdade, uma confusão do juiz: após cobrança de falta na área, o goleiro Marcos rebateu para frente, a bola bateu no zagueiro William Alves e entra no gol. Como Léo Gamalho dividia com o defensor, o árbitro Braulio da Silva Machado deu o gol para o jogador da Ponte.

O empate deu fôlego para a Ponte Preta, que partiu para cima dos adversários em busca da virada. O volante Naldo teve a melhor chance de virar, cabeceando pertinho da trave após cobrança de escanteio. No entanto, quem marcou foi o Atlético-GO. Aproveitando o maior espaço que a Ponte deixava em campo, Bruno Pacheco avançou livre pela esquerda e cruzou na área, na medida para Walter cabecear e fazer o segundo do Dragão.

O Atlético-GO ainda teve disposição para fechar o caixão dos donos da casa. Desesperado no fim do jogo, o time da Ponte mandou o goleiro Aranha para a área adversária, tentando uma cabeceada em jogada de escanteio. No entanto, a defesa atleticana brilhou: o zagueiro Bauermann afastou a bola e iniciou o contra-ataque. Walter lançou o volante Ronaldo que percebeu o gol livre e arriscou de longe. A bola morreu no fundo da rede, selando a vitória do Atlético-GO.

Com o resultado, o Atlético-GO segue na lanterna do Brasileiro mas com chances matemáticas de escapar da degola, somando 19 pontos. Já a Ponte caiu para 13ª colocação, com 28 pontos.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 3 ATLÉTICO-GO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, Campinas (SP)

Data-Hora: 16/9/2017 - 21h

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC) e Neuza Inês Back (SC)

Público/renda: 5.264 pagantes/R$ 43.930,00

Cartões amarelos: Naldo e Elton (PON), Ronaldo e Walter (ACG)

Cartões vermelhos: -

Gols: Luiz Fernando (42'/1ºT) (0-1), Léo Gamalho (1'/2ºT) (1-1), Walter (22'/2ºT) (1-2), Ronaldo (47'/2ºT)

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Naldo, Elton (Maranhão, aos 30'/2ºT) e Emerson Sheik; Felipe Saraiva (Renato Cajá, no intervalo), Léo Gamalho e Lucca. Técnico: Gilson Kleina.

ATLÉTICO-GO: Marcos; Jonathan, William Alves, Gilvan (Eduardo Bauermann, aos 28'/2ºT) e Bruno Pacheco; Ronaldo, Igor, Paulinho (Niltinho, aos 371/2ºT), Andrigo e Luiz Fernando(Jorginho, aos 321/2ºT); Walter. Técnico: João Paulo Sanches.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos