Corinthians perde chances, mas tem gol irregular validado e vence o Vasco

O Corinthians está de novo com sua maior vantagem na liderança do Brasileirão. Neste domingo, o Timão perdeu chances, mas teve o gol de braço de Jô validado e venceu o Vasco por 1 a 0 na Arena, pela 24ª rodada. Com a vitória em Itaquera e a derrota do Grêmio para a Chapecoense em Porto Alegre, a distância do líder para o segundo colocado voltou a ser de dez pontos.

Já o Vasco caiu de oitavo para o nono lugar na tabela. O Cruz-Maltino, que vinha de duas vitórias no Brasileirão, foi castigado por ficar recuado e deixar o adversário criar muitas oportunidades.

A primeira boa chance do Timão foi logo aos seis minutos, quando Rodriguinho recebeu dentro da área e chutou com perigo. Parte da torcida chegou a gritar gol após a bola bater no lado de fora da rede.

O Vasco não começou só atrás. Com Nenê e Mateus Vital, a equipe conseguia trocar passes pelo meio e envolver a marcação corintiana. O problema era quando a bola chegava em Andres Rios...

Durante boa parte do primeiro tempo, a partida até estava equilibrada. Do lado do Timão, Rodriguinho puxava a maioria das jogadas e tinha pouco a companhia de Jadson, sumido na partida. Pelo Cruz-Maltino, chances apenas em chutes de fora da área.

Pouco antes do intervalo, o Corinthians começou a dominar. Rodriguinho perdeu chance inacreditável de cabeça após cruzamento na medida de Romero. Outro oportunidade lamentada foi quando Jô recebeu dentro da área, caiu na disputa com Breno e pediu pênalti, mas o árbitro mandou seguir o lance polêmico.

O segundo tempo foi todo do Corinthians. Do início ao fim, o Timão cansou de perder chances. Rodriguinho, Jadson, Maycon... Ninguém acertava o pé para abrir o placar. O Vasco, por sua vez, se contentava em apenas se fechar e tentar algum contra-ataque, o que não aconteceu. Cássio, inclusive, começou a assistir à partida praticamente da sua intermediária, já que o adversário não ficava com a bola.

Parecia que o Corinthians não ia conseguir o gol independentemente de quantas chances tivesse. Até que Marquinhos Gabriel, que havia entrado pouco antes no lugar de Jadson, fez linda jogada pela esquerda e cruzou. Jô, com o braço, mandou para o fundo da rede para delírio da torcida. Os jogadores vascaínos reclamaram muito com a arbitragem, mas o gol irregular foi validado.

Com o gol sofrido, o Vasco foi ao ataque, mas só levou perigo novamente em chute de fora da área de Nenê. O Corinthians buscou os contragolpes e quase chegou ao segundo gol com Jô, que parou em Martín Silva. Ainda teve tempo para o Cruz-Maltino tentar a pressão final, mas sem sucesso.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 VASCO

Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)

Data-Hora: 17/9/2017 - 16h

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)

Público/renda: 41.235 pagantes/ R$ 2.436.134,70

Cartões amarelos: Romero (COR), Wagner e Breno (VAS)

Cartões vermelhos: -

Gols: Jô (28'/2ºT) (1-0),

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Camacho e Maycon; Jadson (Marquinhos Gabriel, aos 21'/2ºT), Rodriguinho (Giovanni Augusto, aos 44'/2ºT) e Romero; Jô (Kazim, aos 46'/2ºT). Técnico: Fábio Carille.

VASCO: Martín Silva; Madson, Breno, Anderson Martins e Ramon; Gilberto (Escudero, aos 14'/2ºT), Jean (Éder Luis, aos 34'/2ºT), Wagner, Mateus Vital e Nenê; Andrés Ríos (Paulinho, aos 15'/2ºT). Técnico: Zé Ricardo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos