'É um passo importante', disse Kalil após aprovação do projeto de construção do estádio do Galo

Parte da história do Atlético-MG, Alexandre Kalil foi determinante na votação do projeto de construção do estádio do clube. Coube ao ex-presidente do clube e atual prefeito de Belo Horizonte, o voto de número 260, que garantiu a aprovação da proposta imposta pela diretoria do Galo. No pleito desde o início da reunião, às 8h30, o conselheiro permaneceu na sede, no bairro de Lourdes até encerrar a votação.

- A responsabilidade começa agora. Meu voto é sim - declarou Alexandre Kalil rapidamente no auditório Elias Kalil.

Aclamado por torcedores atleticanos, Kalil deixou a sede do clube com festa entre as pessoas que aguardavam a decisão na Avenida Olegário Maciel, em frente ao prédio administrativo do Galo. No momento em que o ex-mandatário deu o 260º voto a favor da construção do estádio, apenas nove conselheiros haviam votado contra.

- Quem quer o bem para o Atlético e fazer o Atlético cada vez maior tinha que comparecer. É um passo importante. Esse negócio foi feito com carinho, capricho e dedicação, com calma, para fazer um negócio bacana. Não podemos colocar o Atlético numa aventura. E não vamos fazer isso - disse Alexandre Kalil após a vitória do 'sim' no pleito.

Daniel Nepomuceno, atual presidente do Galo, foi o responsável por 'homenagear' o conselheiro com o voto de encerramento. Antes de deixar a sede do clube, Kalil agradeceu o ato singelo.

- Foi uma singela homenagem, agradeço a diretoria executiva. É legal ser homenageado. Queira ou não, sei o quanto eu dediquei e trabalhei para esse clube - disse o prefeito de Belo Horizonte.

O momento de comemoração entre Alexandre Kalil e os demais conselheiros que estavam presentes no auditório foi registrado pelo deputado estadual Iran Barbosa (PMDB) e publicado em sua conta no Twitter.

PERTO DE SAIR DO PAPEL

Após a aprovação do Conselho Deliberativo, a diretoria atleticana encaminhará um projeto de lei para a Câmara Municipal de Belo Horizonte e deve aguardar pelo parecer do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam) para dar continuidade ao projeto. A aprovação também depende da votação das secretarias municipais e membros como BHTrans e Sudecap para obter o licenciamento ambiental do local.

As obras só serão iniciadas quando a Secretaria de Regulação Urbana avaliar o planejamento e liberar o alvará de construção. Com os documentos em mãos, o clube poderá começar as obras, que tem previsão de duração para até 30 meses.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos