Santos liga alerta contra fama de bom visitante do Barcelona

  • Dolores Ochoa/AP

    Técnico Levir Culpi aposta no fator casa como aliado do Santos

    Técnico Levir Culpi aposta no fator casa como aliado do Santos

O empate em 1 a 1 conquistado no Equador deixou o técnico Levir Culpi feliz, já que um empate sem gols ou uma vitória classificam o Santos para a semifinal da Libertadores. No entanto, as vésperas do jogo de volta contra o Barcelona, na Vila Belmiro, o clima é mais de preocupação do que de tranquilidade.

Além de ter que escolher nos treinos os substitutos de Renato e Lucas Lima, machucados, o treinador tem a missão de explicar ao elenco a estratégia detalhada para encarar um dos melhores visitantes da Libertadores.

Entre os jogadores do Peixe já foi dito, inclusive em entrevistas, que o Barcelona de Guayaquil joga melhor fora de casa do que dentro. Na somatória, os equatorianos venceram longe de seus domínios duas vezes, mesmo número obtido no Estádio Momumental Isidro Romero Carbo.

Tal fato fará com que o Alvinegro não se coloque todo ao ataque e tente obrigar o adversário a sair para o jogo, o que é raro de ver no time comandado pelo uruguaio Guillerme Almada.

"Em nenhum momento estaremos tranquilos. Sabemos da dificuldade. Sair com o resultado de 1 a 1 é bom. Agora, todos sabem que temos uma forma de jogar e somos fiéis a isso. Jogamos diante da nossa torcida, com certeza vamos buscar a vitória. Vamos decidir no nosso campo, onde somos mais fortes para conseguir essa tão sonhada classificação", disse o capitão Ricardo Oliveira após o empate em Guayaquil, na semana passada.

O Santos esgotou os 11 mil ingressos à venda para o duelo da volta e depende dos 4.600 donos de cadeiras cativas para a lotação máxima da Vila Belmiro.

O Barcelona é superior ao Peixe em dois aspectos na competição. Os Amarrilos têm 46 finalizações certas e são os terceiros que mais chutam a gol na Libertadores. No quesito passes certos, também ficam em terceiro, com 152.

Entretanto, superam também em faltas cometidas e cartões amarelos. É o time que mais bate (158 vezes marcadas) e foram advertidos 28 vezes.

O técnico Levir Culpi é outro que aposta no fator casa como principal aliado do Peixe, já que o time venceu os três jogos que mandou na Vila Belmiro e o jogo que realizou no Pacaembu pela Copa.

"Tudo que eles (Barcelona) tiveram a favor, nós vamos ter a nosso favor na Vila Belmiro. A torcida deles foi o grande diferencial, deixou tudo amarelo, e acredito que nós teremos total apoio também para sermos ainda mais fortes".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos