Sim prevalece e projeto de construção do estádio do Galo é aprovado pelo Conselho Deliberativo do clube

390 conselheiros do Atlético-MG se reuniram na sede do clube, no final da manhã desta segunda-feira, para a votação do projeto de construção do estádio do Galo. A proposta prevê uma arena com capacidade para 41.800 torcedores. O terreno comprado pela construtora MRV e doado ao Atlético para a idealização do projeto, que será um dos maiores da história do Galo, fica no bairro Califórnia, localizado na região Noroeste de Belo Horizonte.

Na porta da sede do clube, torcedores manifestavam seu apoio a favor da obra com músicas, camisas, bandeiras e faixas. Conselheiros que chegavam ao local, recebiam o incentivo de quem aguardava o sim do lado de fora já com fogos de artifícios na mão. Nos momentos finais da votação, os torcedores presentes realizaram uma contagem regressiva e a festa foi tamanha quando Kalil, ex-presidente do clube e prefeito de Belo Horizonte, deu o 260º voto a favor do estádio, e bateu os nove votos conta, para garantir a construção da arena.

A obra para a edificação do estádio custará cerca de R$ 410 milhões aos cofres do Atlético-MG e seus parceiros. A verba será arrecadada a partir da venda de 50,1% do Shopping Diamond Mall (R$250 milhões), com R$ 60 milhões de naming rights para a MRV, e em lugares cativos e camarotes, que renderá RS 100 milhões, sendo 60% do valor garantido pelo banco BMG.

Para administrar seu próprio estádio, a diretoria do Atlético-MG se inspira na história da Juventus (ITA). Desde a inauguração do Allianz Stadium, localizado em Turim, Piemonte (ITA), o clube passou a receber mais torcedores em seus jogos e viu seus lucros aumentarem consideravelmente. Além disso, a equipe conquistou seis títulos nacionais nos últimos seis anos e o Galo espera ter a mesma sorte aqui pelo Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos