Hernanes quer São Paulo boxeador no clássico: 'Golpear sem desguarnecer'

Hernanes atuará neste domingo, contra o Corinthians, em seu segundo clássico nesta volta ao São Paulo. E sem esquecer das lições da derrota por 4 a 2 para o Palmeiras, no Allianz Parque, no último dia 27. O Profeta quer que o time vá ao Morumbi com uma tática similar à usada no boxe, com concentração permanente.

- É como um boxeador. Vamos nos defender também, assim como eles vão se defender, mas sem abrir mão do que foi treinado e do que o Dorival nos pedir, mantendo a posse de bola. E golpeando, golpeando, mas sem sair da nossa organização - disse Hernanes, batendo nas mãos enquanto fala da insistência ofensiva que a equipe precisa ter.

- A gente vem melhorando nessa questão da organização, da consistência tática. Contra o Palmeiras, poderíamos ter ganhado o jogo, tivemos chances de fazer mais uma, duas vezes, poderíamos ter matado o jogo. Mas o que não pode, se a gente não matar, é estar desorganizado ou desconcentrado para impedir os gols do adversário. Esse é o ponto principal: golpear o adversário sem se desguarnecer. Temos que estar organizados - insistiu o Profeta.

Para o meio-campista, o triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, no último domingo, mostra que o São Paulo, atualmente, tem condições de se comportar como um boxeador. A evolução tática que todos vinham apontando com Dorival Júnior, agora, vem aliada à concentração dentro de campo, segundo Hernanes.

- Coletivamente, a equipe vinha em processo de evolução de jogo, mas estava pecando em alguns detalhes. Às vezes, na ansiedade de tentar matar o resultado se desguarnecia, se desorganizava. A equipe está conseguindo manter a organização e a concentração por quase toda a partida, isso que é mais importante. Porque, quando a concentração baixa, o adversário pode nos fazer mal. A equipe está crescendo nesse ponto, tanto taticamente quanto sistematicamente, como o Dorival tem nos treinado, nessa atenção e concentração aos detalhes - falou o camisa 15, animado para o Majestoso.

- É um momento interessante porque conseguimos uma vitória com consciência, solidez e consistência de concentração. A equipe vinha amadurecendo, crescendo, mas faltava esse ponto final, essa atenção aos detalhes. Chegamos ao clássico em um momento bacana da equipe, que está preparada para este jogo. A importância é, primeiramente, conquistar os três pontos que precisamos e dar um presente para a torcida, que comparecerá mais uma vez em massa no Morumbi. Isso, por si só, fala a respeito da importância do jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos