Três gols e mais vitórias que empates: o Santos sem Lucas Lima

  • Daniel Vorley/AGIF

O Santos não terá seu camisa 10 no jogo mais importante até aqui no ano. Mas o drama é menor do que parece. Nos 22 jogos em que esteve à frente do Santos, o técnico Levir Culpi não contou com Lucas Lima em apenas quatro e terá que substituí-lo mais uma vez nesta quarta-feira, no jogo da volta das quartas de final da Libertadores, contra o Barcelona de Guayaquil, na Vila Belmiro. No entanto, os resultados sem o meia não preocupam o treinador da mesma forma que fazem com o torcedor.

Nos quatro jogos sem o meia, foram duas vitórias, um empate e apenas uma derrota, a do último sábado, com time reserva, contra o Botafogo, pelo Brasileirão. Os triunfos sem o maior garçom do time no ano - com 15 assistências - vieram diante do Vitória e do Atlético-MG (ambos fora de casa).

Nos dois casos em que o time venceu, os substitutos do armador foram Vitor Bueno e Vecchio. Jean Mota, o mais cotado para entrar na vaga do camisa 10 nesta decisão, atuou justamente no empate sem gols contra o Avaí e diante do Botafogo no último sábado. O canhoto também foi o escolhido para entrar no jogo de ida contra o Barcelona, quando Lucas Lima foi substituído com dores.

No Barradão, os gols vieram após jogadas de Bruno Henrique e finalizações de Copete. Já no Independência, o gol saiu após cobrança de falta frontal de Daniel Guedes, no fim do jogo.

"As três substituições foram obrigatórias. O elenco é bom e podemos superar com substituições. Penso que pode até melhorar. Temos que acreditar nas peças que temos e na força do nosso elenco", disse Levir ao fim do jogo no Equador, que terminou empatado em 1 a 1.

O concorrente de Jean Mota para quarta-feira é o argentino Vecchio, recém-recuperado de lesão na coxa direita. Porém, o camisa 20 deve ser titular na vaga deixada por Renato, que tem dois edemas na perna direita. Até antes de se lesionar, Vecchio vinha sendo titular na vaga do próprio camisa 8 e chegou a fazer o gol da vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense.

O provável Santos para a decisão tem Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison, Vecchio e Jean Mota; Copete, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

O vice-líder de assistências do Peixe é Bruno Henrique, com oito passes, seguido por Copete, que tem cinco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos