Ponte pressiona, vence o Sport, mas dá adeus à Sul-Americana

A Ponte Preta lutou, mas não conseguiu reverter a vantagem do Sport na Sul-Americana. Venceu por 1 a 0, com gol de Lucca, mas como havia perdido por 3 a 1 no jogo de ida, em Recife, deu adeus à Sul-Americana de 2017, focando agora na luta contra o rebaixamento para a Série B. O Leão, que também não vem bem no Brasileiro, agora pega o Junior Barranquilla, da Colômbia, nas quartas de final.

O JOGO

Ponte Preta e Sport foram para o duelo desta quarta-feira vivendo momentos semelhantes na temporada. Em má fase no Campeonato Brasileiro, ambos enxergavam na Sul-Americana a chance de salvar a temporada. Depois de perder por 3 a 1 o jogo de ida, a Macaca tinha uma difícil missão para avançar às quartas de final. Precisava vencer o Sport por 2 a 0.

E começou como o esperado. Precisando urgentemente de gols, a Macaca, em menos de cinco minutos já havia finalizado duas vezes contra a meta de Magrão. A estratégia do Leão era clara. O Rubro-Negro se fechava e tentava sair em contra-ataques, mas acabava dando muito espaço ao alvinegro, que foi ganhando terreno até finalmente abrir o placar com Lucca, aos 16 minutos. Renato Cajá cobrou falta, que desviou na barreira e sobrou limpa para o atacante, que só teve o trabalho de empurrar para dentro.

A primeira chance do Sport só veio aos 27 minutos. No único contra-ataque encaixado, Lenis carregou e tentou cruzar. A bola não pegou o efeito desejado, explodiu no travessão e sobrou para André, que, sozinho, isolou. O lance acordou o Leão, que conseguiu equilibrar a partida.

Quando o intervalo vinha se aproximando, Nino Paraíba fez falta dura em Mena e recebeu o segundo amarelo, deixando a Ponte Preta com um a menos. João Brigatti, para cobrir o espaço deixado pelo lateral, teve que sacar o atacante Felipe Saraiva para colocar Jeferson improvisado na direita. A expulsão acendeu os donos da casa, que quase marcaram com Léo Gamalho, mas Magrão salvou o Sport, mantendo o 1 a 0 no placar nos primeiros 45 minutos.

Na volta dos vestiários, mudanças nas duas equipes. Na Ponte, Claudinho entrou no lugar de Renato Cajá. No sport, Sander deu lugar a Thomás. Já na postura, um replay do primeiro tempo, com a Macaca pressionando, mesmo com dez jogadores, e o Leão fechado e esperando a chance de empatar a partida.

Apesar da pressão, a Ponte não conseguia chegar perto do gol de Magrão como no primeiro tempo. A saída de Cajá e Felipe Saraiva afetou muito o sistema ofensivo alvinegro, que atuava com pouca criatividade. O Sport continuava na dele, também sem oferecer perigo ao gol adversário. No fim da partida, a Macaca até ensaiou uma sufocada final, mas não conseguiu marcar e acabou eliminada da Sul-Americana. O Sport agora pega o Junior Barranquilla, que eliminou o o Cerro Porteño, nas quartas de final.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 0 SPORT

Local: Moisés Lucarelli, Campinas

Data-hora: 20/9/2017 - 19h15

Árbitro: Roddy Zambrano (FIFA-EQU)

Auxiliares: Byron Romero (FIFA-EQU) e Juan C. Macias (FIFA-EQU)

Público: 3890 presentes; Renda: R$43.700,00

Cartões amarelos: Nino Paraíba, Felipe Saraiva, Léo Gamalho, Claudinho (PON); Sander, Thomás, Lenis, Patrick (SPO)

Cartões vermelhos: Nino Paraíba, 34'1°T (PON)

Gols: Lucca, 16'1°T (1-0)

PONTE PRETA: João Carlos; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Naldo (Wendel, 28'2°T), Elton e Renato Cajá (Claudinho, int); Felipe Saraiva (Jeferson, 37'1°T), Léo Gamalho e Lucca - Técnico: João Brigatti.

SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Henríquez e Sander (Thomás, int); Patrick (Anselmo, 33'2°T), Rithely, Diego Souza e Mena; André e Lenis (Rogério, 20'2°T) - Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos