Barrios exalta características da Libertadores e duelo paraguaio com Gatito

Depois de fazer o gol que confirmou a classificação do Grêmio contra o Botafogo as quartas de final da Libertadores em Porto Alegre, o atacante Lucas Barrios comentou sobre a dificuldade dos duelos que caracterizam o torneio mais importante de clubes na América do Sul.

Para fazer esse comparativo, Barrios chegou a insinuar que nem mesmo instâncias que envolvem seleções possuem esse nível de tensão e disputa como a Liberta:

"É difícil, a Libertadores é assim, se briga. Não é como as Eliminatórias ou a Copa América, são jogos totalmente diferentes. Não quero depreciar outros campeonatos, mas a Libertadores é muito linda de se jogar, é lindo de se brigar por essas coisas. Precisamos agora descansar porque o que a gente fez. O que fizemos até agora foi bom, mas ainda não ganhamos nada, pés no chão."

A respeito de estar enfrentando o seu companheiro de seleção, o goleiro do Botafogo Gatito Fernández, o centroavante gremista comentou que tem uma boa relação com ele:

"A verdade é que o Gatito é um bom amigo, concentramos juntos na seleção. Sabíamos que ia ser um jogo lutado como foi, mas o time está de parabéns, brigou sempre. Há que parabenizar também o Botafogo que fez uma grande Libertadores, mas hoje conseguimos o gol e graças a Deus passamos a fase seguinte."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos